5 cuidados que você precisa tomar em uma campanha de Facebook Ads

O Facebook Ads traz inúmeras vantagens para as empresas, a maioria se deve a parceria que a rede social fez com o Serasa Experian para enriquecer as suas listas de segmentação de público. Graças a essa troca de informações de ambas as partes o anunciante pode facilmente encontrar o público que deseja e impacta-lo com anúncios de todos os tipos.

O problema é que muitas pessoas que trabalham com a rede social ainda cometem erros simples e por causa disso acabam direcionando o investimento para outras mídias. Se você está começando a trabalhar com Facebook não faça isso, pois você pode estar perdendo uma grande oportunidade de engajar pessoas que no futuro podem se tornar clientes importantes.

Veja como explorar ao máximo a plataforma:

  1. Segmentação de público

Segmentar o público é a parte mais importante da campanha e a que gera mais erros. Você pode escolher segmentar por faixa etária, sexo, perfil demográfico, região, interesses e muito mais. No entanto, os erros mais graves acontecem quando o anunciante quer segmentar a campanha demais ou quando quer atingir a maior parcela de pessoas de uma só vez.

Nunca deixe a campanha muito aberta e nem muito fechada, procure sempre o meio termo.  Você pode descobrir o público ideal de duas formas: a primeira é definindo uma persona com o seu cliente e a segunda é utilizando o famoso Facebook Audience Insights. Essa ferramenta salva a vida do social media que precisa conseguir mais informações sobre o público da campanha.  Para conseguir informações mais precisas basta que você suba as que você já tem na plataforma e depois explore o perfil.  Clique aqui para saber mais.

2. Posicionamento

É aqui que o anunciante escolhe o lugar em que o seu anúncio irá aparecer. Você pode escolher veicular no Facebook, no Instagram ou no própria Messenger (inbox). Isso vai depender muito da sua estratégia, recomendo utilizar a coluna da direita só quando for uma campanha de CPC, o motivo disso é que, na coluna da direita, os anúncios são atualizados com frequência e, caso estejam no modelo de compra por CPM, serão entregues mais vezes para as mesmas pessoas, independentemente, delas clicarem ou não. Fazendo por CPC você obtém melhor performance, pois irá pagar somente pelo clique.

3. Deixar a campanha com orçamento vitalício

Além de selecionar o público você precisa definir a verba da campanha. Trabalhe sempre que puder com orçamento diário, essa é a forma de veiculação mais recomendada e eficiente. O Facebook leva pelo menos 7 dias para entender quais horários e dias são mais propensos a ter cliques, por isso não aconselho ninguém deixar configurado no orçamento vitalício, nessa seleção a plataforma entrega os seus anúncios automaticamente e pode acabar prejudicando a performance ou não consumindo a verba proposta.

 

4. Escolha a forma como será cobrado corretamente

Já me deparei com muitas dúvidas sobre qual lance escolher: CPC, CPCM, CPA e etc.. Isso vai depender exclusivamente da sua estratégia, porém você deve observar o tamanho do público que você selecionou, caso o mesmo tenha um alcance superior a 100 k, fique à vontade para trabalhar com CPC, se o público for menor que isso use CPM. Isso porque a plataforma vai correr atrás de pessoas que tem mais potencial para clicar, se a base for pequena esse processe vai se tornar mais difícil e consequentemente você pagará mais para o Facebook.

 

5. Criativo do anúncio

A pergunta que não se cala é: qual criativo performa melhor? Isso vai depender de várias coisas, principalmente do interesse do público que você segmentou quando fez a campanha (CTR).  O próprio Neil Patel (Guru do markeitng digital) diz que imagens de pessoas sorrindo em close ou o uso de cores mais vivas com um fundo clean geram mais cliques. O que dizer sobre essa afirmação? Faço das palavras dele as minhas, não por ele ser uma celebridade, mas por eu ter feito vários testes AB em anúncios que comprovaram que a teoria do Neil está certa.

Faça testes AB sempre que puder. É muito fácil, você pode mudar pequenos detalhes para ver o que performa melhor. Esses testes podem ser feito em:

  • Formatos
  • Imagens
  • Públicos
  • Textos
  • Botões (call-to-action)
  • Posicionamento

Conclusão

Há inúmeros segredos que estão além de nossa compressão, por este motivo faço sempre testes para melhorar a performance das minhas campanhas. Seja lá qual for o objetivo, o Facebook na minha opinião é a melhor ferramenta de entrega, que te da feedbacks essenciais por meio dos comentários. Ignorar o poder dessa rede social é dar um tiro no pé.

 

 

 

 

 

 

FAÇA PARTE DO PROJETO

O Implantando Marketing visa a união dos profissionais das áreas de Marketing e Comunicação Empresarial e busca formas de divulgação e crescimento dessas áreas através da Implantação de Departamentos de Marketing e Comunicação em pequenas e médias empresas. Para isso, compartilhamos experiências e conhecimentos necessários aos profissionais e empreendedores que querem se beneficiar dessa Implantação. Envie o seu currículo e escolha um dos núcleos do projeto.

Deixe um comentário

1 comment

  1. Rosa Celino

    Muito bom esse artigo, resolveu um problema meu!