Analista de Marketing – A profissão

O profissional de marketing se tornou indispensável para as empresas que desejam crescer e se diferenciar no mercado. Isto porque, o conhecimento que este profissional agrega à empresa através do seu trabalho é o que tem permitido às empresas conhecerem cada vez mais o seu mercado e como lidar com as mudanças diárias que todos os segmentos estão passando.

Indispensável sim, mas na sua área e no assunto que domina. Tenho percebido em algumas conversas com amigos que trabalham na área que existe uma diferença entre o conceito e a descrição do trabalho e o que realmente faz um analista de marketing dentro das empresas.

Será que precisamos evoluir o conceito e a descrição do trabalho deste profissional ou temos que repensar o dia-a-dia dele?

Vamos aos exemplos de conceitos e descrição das funções:

Descrição do Cargo de Analista de Marketing

Catho

Elaborar análises, estratégias e planos de ação para atingir as metas de comunicação e marketing da empresa. Também realiza pesquisas de mercado, envolvendo a preparação dos questionários, orientação aos pesquisadores, acompanhamento e auditoria do trabalho de campo, além de tabulação e análise dos resultados.

Fonte: http://www3.catho.com.br/guia/view.php?id=255

Join RH

Este cargo tem como missão principal responsabilizar-se por atividades de promoção de produtos, apoiando a implementação dos padrões de comunicação visual e escrita da empresa, visando à boa imagem da empresa.

Preparar anúncios informativos e press-releases, para mídia em geral, incluindo internet e intranet, a fim de garantir a correta comunicação da empresa.

Atender clientes, prestando informações sobre produtos e atividades da empresa, com a finalidade de sanar dúvidas e zelar pela satisfação dos clientes.

Obter orçamentos de subfornecedores, desenvolvendo as negociações, analisando propostas e qualidade de materiais, com objetivo de comprar produtos e serviços.

Contatar revistas, associações de classe ou de clientes, conduzindo negociações e prospectando melhores condições, visando à divulgação dos produtos e serviços da empresa.

Coordenar previsão de despesas de sua área, controlando os valores gastos, visando garantir o cumprimento das previsões.

Atualizar e controlar o cadastro de clientes no banco de dados de Marketing, realizando a manutenção do cadastro, com a finalidade de manter atualizado para possíveis consultas quando necessários.

Participar de comissões e grupos de trabalho, envolvendo atividades de Marketing, tais como: pesquisas e padronização de propostas, a fim de implementar melhorias em geral e específicas da área.

Atender as normas de segurança, higiene, disciplinares ou de outra natureza, estabelecidas pela empresa, seguindo o regulamento estabelecido e seguindo as orientações do Superior Imediato, sanado qualquer dúvida a respeito, visando efetuar o cumprimento do regulamento vigente e incentivar sendo exemplo de conduta para outros funcionários da Área em que atua.

Conhecer os procedimentos, instruções e normas dos Sistemas da Qualidade, buscando praticá-las no dia-a-dia

http://www.joinrh.com.br/_upload/repository/demonstracao/dem_1cs_descricaocargo.pdf

Descrição das atividades:

Join RH

Atividades Desenvolver e coordenar atividades administrativas da área de Marketing, executando processos e rotinas, visando o atendimento das necessidades de promoção e divulgação de produtos, serviços e imagem do Grupo.

Responder pelo envio de material promocional para clientes, filiais, representantes e companhias do grupo, realizando o controle dos mesmos, com a finalidade de identificar necessidades de reposição e confecção.

Coordenar a realização de cursos para clientes, incluindo agendas, inscrições, material didático, assistência aos participantes e pesquisas de satisfação, visando zelar pela qualidade do curso e satisfação dos clientes.

Coordenar a organização e realização de simpósios, eventos e feiras, conforme convites recebidos, analisando a importância do comparecimento aos mesmos, com objetivo de marcar presença, prospectar oportunidades e interagir com os colegas da área e/ou concorrentes.

Explica Tudo

Eis algumas das responsabilidades do analista de marketing:

Efetuar pesquisas de mercado;

Construir ferramentas, tais como questionários e entrevistas para conhecer os desejos e as necessidades do público;

Divulgar o lema e os produtos que representa, junto de jornalistas e outros;

Organizar eventos que atraiam o interesse dos consumidores.

Leia mais: http://explicatudo.com/o-que-faz-um-analista-de-marketing#ixzz21XxtgapG

Como vocês podem perceber, nem mesmo as descrições das funções são iguais. Existe uma diferença entre as funções do assistente de marketing e do analista de marketing, mas alguns não fazem essa separação.

E você profissional de Marketing, o que acha? As descrições estão de acordo com o que você faz no seu dia-a-dia? O que você faz está além ou aquém destas descrições?

Você acha que algo deva ser modificado?

Comente, compartilhe, participe.

E não se esqueça de votar no Top Blog 2012.

, , , , , ,

21 Respostas para “Analista de Marketing – A profissão”

  1. Heron Xavier
    24/07/2012 em 17:14 #

    Muito interessante seu post Juliana! Lendo as descrições das atividades, percebo que o conjunto das três sintetiza as atividades do profissional de marketing.

    Muitas empresas, em sua maioria de pequeno e médio portes, confundem o assistente / analista de marketing como um profissional de publicidade e por isto, a estratégia não anda. Analista de marketing não desenvolve (cria) material de papelaria, folder, site, blog, etc. Ele formula a estratégia do desenvolvimento do material promocional e encaminha à equipe de comunicação e publicidade para que o desenvolva. Após, o analista de marketing monitora e em parceria com o analista de comunicação, mensura as atividades do canal.

    Na prática, o analista de marketing desenvolve além de tudo o que está descrito, campanhas de produtos, campanhas de incentivo, apresentação de resultados à gerência, visita de mercado para assertividade das campanhas, visita de relacionamento com clientes e estudo do ponto de venda.

    Quando fui assistente, tive como atribuições funções administrativas como cotação de material promocional, desenvolvimento de planilhas de controle e apresentações de power point, contato com a house (agência de publicidade interna), expedição e logística.

    Já como analista, ih, faço de um tudo ehehhe. E agora, como trade, fico mais em campo do que na empresa, mas isto é assunto para o meu post do próximo mês.

    Grande abraço e mais uma vez parabéns pela iniciativa do post! Muito criativo e que gera um debate excelente!

    • Alexsandro Primo
      16/01/2013 em 13:27 #

      Juliana, parabéns pela publicação e levantamento sobre o assunto.

      Heron, tudo bem?

      Excelente opinião! Seu comentário ilustra exatamente o que eu sempre defendi enquanto estive na faculdade. A maioria dos alunos tinham esse pensamento limitado do que é marketing, teve um dia que uma aluna disse que no curso estava faltando aulas de Corel Draw (quase tive um infarto!rs). Sempre idealizei o marketing sendo um meio multidisciplinar com foco em estratégias, estudos, pesquisas, monitoramento de resultados, viabilidades, planejamentos, comunicação adequada, etc e é nisso que eu acredito! Vejo um problema para nós mercadológicos: tem muito empresário que acha que sabe exercer as funções de marketing e acha que implantar um departamento é desnecessário e que gera custos que não tem necessidade. É notório esse comportamento equivocado, principalmente, em empresas com “gestão” familiar. O assunto merece evoluir mais e com certeza será looongo!

      • Heron Xavier
        16/01/2013 em 15:18 #

        Olá Alexsandro! Tudo bem e contigo?

        Obrigado por seu comentário, ficamos contentes com o mesmo.

        Você tocou em um ponto bastante interessante e desafiante (ou desanimador): gestão familiar x custos sem necessidade x achismo do empreendedor.

        Vejo que depois de passarmos por um ano complicado (visto que muitas empresas de grande, médio e pequeno porte não tiveram satisfatórios resultados), em 2013 começaremos a ter um pouco mais de visibilidade e importância como profissionais estratégicos.

        Não adianta ser dono do negócio e achar que marketing se faz por correspondência; muito menos um aluno pensar que marketing é publicidade e que corel draw norteia à área; e por fim, que a área de gestão de pessoas seja mais educada com os profissionais, visto que nem eles entendem a real importância do profissional e, por não entenderem a função, fazem perguntas impertinentes e quando são questionadas, nos dispensam.

        Enfim Alexsandro, é realmente complicado mas vejo boas perspectivas sobre o assunto!

        Grande abraço e volte mais vezes!

      • Cintia Schenkel
        27/03/2013 em 14:15 #

        Bom dia, Alexsando.

        Falou tudo…sabe que diversas vezes me perguntei porque eu não tive aula de Corel Draw na faculdade..kkk…na verdade eu fiz um curso de web design entes de começar meu curso de Administração com ênfase em Marketing e isso hoje é muito útil, pois trabalho quase que direto com o corel. Isso é pra gente ver que quem contrata está totalmente enganado sobre o que um profissional de “marketing” faz. Nós não somos “designers” e muito menos “publicitários”, somos como você disse “multidisciplinar com foco em estratégias”. Mas no meu caso, só na teoria ainda, porque eu por exemplo, tenho tantas coisas “operacionais” (desenvolvimento de materiais gráficos e outras atribuições) que não consigo me dedicar a pensar estratégias. E mais, as estratégias que eu penso, sou eu sozinha que desenvolvo. Isso me chateai cada dia mais e mais. E como diz a Juliana, estou buscando mudar isso, mas é difícil, pois quase a totalidade das empresas (pequenas e médias) funcionam assim. E outra coisa, acham que fazer “marketing” é fazer “propaganda”. Mas isso eu já penso que é pelo vício de ver as agências de propaganda se auto definirem como agências de marketing (tema para outra discussão). Ótimo assunto abordado!!!!!!!!

    • Carla Stefani
      26/05/2014 em 14:16 #

      Olá Heron e Juliana,

      Sou estudante técnica em administração e muito fã de Marketing, pretendo começar minha faculdade ano que vem e os posts de vocês só me atraem mais esta área, não vejo a hora de entrar na faculdade e poder ter opiniões tão importante quanto a de vocês. Abraço !

  2. Juliana Rezende
    24/07/2012 em 17:46 #

    Olá Heron.

    Agradeço sua contribuição. Ainda não trabalho como Analista de Marketing (mas estou buscando), mas acompanho de perto o dia-a-dia da profissão. Atualmente trabalho em agência de pequeno porte e meu trabalho não fica muito longe disso também.

    • Heron Xavier
      24/07/2012 em 18:17 #

      Sucesso na busca Juliana!

    • Priscila Stuani
      24/07/2012 em 18:23 #

      Gostei de ver Juliana!
      Ficou muito claro o perfil!! Cansei de ver descrições de vagas com o título Analista de Marketing que pede descrição de atividades de RP por exemplo. Adorei!!

      • Juliana Rezende
        24/07/2012 em 18:28 #

        Que bom, Priscila! Acho que o Implantando Marketing deve ter essa função também. De definir a atuação deste profissional. Abraço.

  3. Gabriel Di Bernardi
    27/07/2012 em 03:02 #

    Ficou muito claro pra mim, Juliana. Mais do que já estava.

    Vejo muito dessa confusão na hora de ler as atribuições do cargo.
    Já li vagas que parecia que precisavam de um “SUPER HOMEM” de tanta coisa que atribuia, e então você pára e pensa: Eu vou ser o Sócio da empresa também ? Porque foge do profissional “Analista de Marketing”.

    Gostei muito!

  4. Isabel Gareta
    01/08/2012 em 08:45 #

    Genial Juliana. Lo has dejado muy claro, muchas empresas deberían conocer esta diferencia para poder pedir las tareas correspondientes a sus empleados.

    Saludos.

  5. Mateus Rosa
    07/01/2013 em 18:05 #

    Juliana gostei bastante da sua abordagem no post.

    Mas como comenta o Heron, ainda há muitas empresas de pequeno e médio, que confundem a função do marketing, e do profissional.

  6. Victor Raful
    08/01/2013 em 12:50 #

    Acho que vocês já basicamente tudo a respeito da vaga.

    Na minha opinião, muitas empresas escolhem o nome “Assistente” ou “Analista” em detrimento da faixa salarial que quer pagar e não necessariamente pelas atribuições reais do cargo.

    Ainda existe muito o conceito de quem “quebra o galho” é da área de marketing.

  7. mateus bento
    26/03/2013 em 01:17 #

    olá! tenho 16 anos e já penso seguir esse ramo de comunicação e marketing. irei fazer relações públicas-comunicação social. uma pergunta: para ser analista de comunicação e marketing preciso de um um currículo com o curso ou posso usar o curso de relações públicas?

    • JULIANA REZENDE
      26/03/2013 em 11:56 #

      Olá Mateus.

      A formação é indiferente. Pode ser Publicidade e Propaganda, Relações Públicas ou Jornalismo.
      O ideal é procurar estágio na área, pois o desenvolvimento das competências necessárias ao cargo vem com a experiência, já que a faculdade não faz esse direcionamento.

      Espero ter ajudado.

      Abraço.

  8. Mari
    19/06/2013 em 17:52 #

    Eu tenho uma dúvida, estou exercendo a profissão de analista de marketing há 6 meses e agora meu chefe quer que eu agregue a minha rotina (sou analista de marketing voltada para criação e layout) o trabalho de “telemarketing” com 40 ligações diárias e agendamento de visita a clientes que ainda não conhecem a empresa. Trabalhando em ligações a manhã toda, das 8:30 às 12 eu consigo no máximo 12 ligações, pois há interrupções pertinentes ao meu trabalho rotineiro.
    Isso tem sido desgastante pois todos os dias sou cobrada por uma meta que não consigo alcançar, além da cobrança normal que já existia, estou desmotivada pois adorava meu trabalho…

    O que fazer? um analista de marketing é obrigado a ligar para clientes como se fosse telemarketing e ser cobrada por metas?

    • JULIANA REZENDE
      14/07/2013 em 13:28 #

      Olá Mari.

      Essa realmente não é a função de um analista de marketing. Se você for contratada por CLT e na sua carteira estiver apontado a função de Analista de Marketing, você pode buscar a descrição do trabalho no site do Ministério do Trabalho e apresentar para seu chefe, confirmando que telemarketing não é uma função de analista de marketing.
      Inclusive, a função de telemarketing é uma função específica e tem, inclusive, algumas orientações próprias.
      Pesquise. É sua melhor forma de se resguardar.

      Abraço.

  9. alice beckinha
    12/07/2013 em 23:52 #

    hola …
    Gostei muito de poder conhecer este blog tenho uma grande duvida sobre exatamente o que eu faço ..
    Gostaria de informaçao trabalhei na espanha com publicidade para empresas e cheguei a trabalhar para o jornal em umas paginas que nunca foi muito publicadas e conseguir colocar mais de 2 paginas cheias e vivo no brasil a 8 meses e estou trabalhando com uma empresa faço toda publicidade online que trabalho muito bem em 3 meses ja coloquei a empresa que estou trabalhando no primeiro do google tambem faço montagem para banner,panfleto,cartao de visita ,tambem trabalho com tratamento de fotos etc.. gostaria de saber exatamente qual e minha expecialidade (muitos me dicem que e publicidade) nao sou formada so tenho 8 anos de experiençia ..
    Por agora trabalho para mim porque no brasil so contrata se tem faculdade e como eu nao tenho trabalho em casa ..
    Gostaria de saber quantos posso estar cobrando por este trabalho aqui no brasil que nao tenho muita noçao..
    Em espanha cobrava 250 por mes como mil reais ..
    Poderia me pasar estas informaçoes seria muito agradecida !!
    ALICE B.

  10. JULIANA REZENDE
    14/07/2013 em 13:34 #

    Olá Alice.

    Realmente, no Brasil, conta muito a questão da faculdade.
    Para os parâmetros do Brasil, você trabalha com Marketing Digital. Não há como dizer quanto você pode cobrar, há como trabalhar um cálculo, baseado no que se paga para a contratação pela CLT.

    Imagine que a média salarial para esta função, pelo seu tempo de experiência é de R$ 3.000,00 (ainda é uma função nova, portanto não tão valorizada ainda.) e a média de horas trabalhadas por semana é de 44h.

    Portanto, temos: 44 x 4 = 176h mensais.
    R$ 3000 / 176 = R$ 18,00 por hora.

    Esse pode ser seu pensamento para desenvolver uma remuneração.

    Espero ter ajudado.

    Abraço.

  11. jonasantos
    03/09/2013 em 15:30 #

    analista de marketimg adorooo essa profissão

  12. victor hugo
    30/12/2013 em 14:04 #

    Oi bom dia a todos,gostaria de tirar algumas duvidas,faço o segundo período de marketing (tecnólogo) mais nunca atuei na área,nem mesmo de vendas,sempre trabalhei no exército mais não é o que eu quero mais,agora dei baixa e busco um estágio na área,moro em Belo horizonte e gostaria de saber além de agências ligadas a essa área onde mais eu posso conseguir um estágio,e o que eu preciso para me favorecer a conseguir uma vaga?

Deixe uma resposta


− 1 = sete

Deixe sua opinião aqui. Por favor, seja agradável. O seu endereço de e-mail será mantido em sigilo..