Atendimento Publicitário e o processo de convencimento do cliente

Jamais menospreze a inteligência do seu cliente. Fazer o cliente aprovar uma campanha só porque a agência achou legal não é justificativa e nem argumento para convencimento. Assuma a responsabilidade da sua função e reprove, se necessário.
Além de ser legal a campanha tem que cumprir seu papel, ela tem que atingir os objetivos que forem identificados e ter a linguagem adequada para o público a qual destina. Convença seu cliente com argumentos, se possível, mensuráveis. Trabalhe com números. Confirme que a estratégia apresentada irá atingir as metas estipuladas através de pesquisas, análises, e não porque o layout está bonito.
O papel do Gerente de Contas é fazer as vezes do cliente dentro da agência. Não apresente a ele uma campanha que você não aprovaria. O cliente confia em você e espera que você esteja cuidando dos interesses dele. Se você apresentar algo que não esteja de acordo com o que foi solicitado, ele irá entender que você não está cuidando da conta.
Quando apresentar uma campanha solicite ao departamento de pesquisa ou planejamento todas as informações que foram levantadas para desenvolver a campanha: o estudo de mercado, o estudo de público, o desenvolvimento da estratégia, o pensamento que levou à campanha, os estudos de layout.
Uma apresentação bem embasada não dá margem a dúvidas. Seguindo este caminho, você jamais irá ouvir do seu cliente um “não gostei” sem justificativa. Além disso, ficará mais fácil para o cliente entender qual é o processo de criação de uma campanha e o que está por trás do layout que está sendo apresentado. Com certeza ele dará mais valor ao trabalho da agência.
Lembre-se, você, atendimento, é o filtro. Se deixar passar, a responsabilidade é sua. E não fuja dela.

 

, ,

2 Respostas para “Atendimento Publicitário e o processo de convencimento do cliente”

  1. Priscila Stuani
    03/06/2012 em 15:34 #

    Ótima dicas Juliana!

    Vista grossa no atendimento é coisa séria…

  2. Vanessa Alkmim
    08/06/2012 em 20:42 #

    Ótimo texto, Ju! Não pode haver mesmo margem para dúvidas e só um trabalho bem feito é capaz disso.

Deixe um Comentário

Deixe sua opinião aqui. Por favor, seja agradável. O seu endereço de e-mail será mantido em sigilo..