Como o Marketing e os componentes visuais se relacionam

Todos nós que atuamos no marketing sabemos o quanto atributo visual é importante devido ao fato de usarmos a visão para captar a maioria dos estímulos, ao menos em termos de mercado. É por meio da visão que identificamos uma marca, analisamos as ofertas, procuramos diferenças entre os produtos, lemos a respeito dos produtos para escolher melhor, enfim, é o sentido mais usado nas estratégias mercadológicas.

É por meio de imagens que as empresas procuram comunicar seus diferenciais, e usamos o sentido visual para filtrá-los. Durante anos, as empresas vêm se comunicando com os consumidores por meio de mensagens publicitárias baseadas na visão. Portanto, por mais que outros estímulos sensoriais venham sendo usados com maior frequência, o componente visual ainda é um atributo importante para induzir uma experiência diferenciada nos consumidores.

A visão ajuda a seduzir os consumidores com suas marcas e produtos. Veja o caso da Coca-Cola. Seu tom vermelho tem uma característica que a torna distinguível em qualquer situação: é o vermelho Coca-Cola, que nenhuma marca ousou copiar, como também o formato da sua logomarca, apesar da simplicidade, é identificável em qualquer idioma ou situação. Até parece que brilham aos nossos olhos. Se estivermos em um ambiente no qual existe uma infinidade de marcas, por exemplo, a Time Square, com seus milhares de logos expostos das mais variadas maneiras, podemos ter certeza que a Coca-Cola saltará aos nossos olhos.

Sua cor é tão forte e marcante que, em 1950, foi responsável pela mudança na cor da roupa do Papai Noel nos Estados Unidos e, em consequência, nos países onde há forte influência de sua cultura, como o Brasil, onde o antigo verde deu lugar ao vermelho Coca-Cola. O mais importante, pensando em termos de componentes visuais, é que a cor da marca, seu logo, sua garrafa, bem como suas propagandas, conseguem transmitir todas as emoções que partilhamos com o refrigerante.

O componente visual é tão importante que a empresa tem conhecimento do poder de seus componentes, sejam eles visuais, sonoros ou táteis, e sempre está alimentando estratégias de marketing para criar gatilhos que ativem instantaneamente essas sensações nos consumidores, criando assim vínculos duradouros com seu público.

Também pensando nos componentes visuais e em como uma empresa pode potencializar esses estímulos para criar uma experiência diferenciada para os consumidores, pense na imagem dela. Como a empresa em que você trabalha está se comunicando com os seus consumidores em relação a esse fator? Suas mensagens publicitárias possuem os componentes visuais adequados? Transmitem a imagem adequada?

Vamos a um outro exemplo de uma marca que se destacou por muito tempo nesse quesito: a Benetton. Suas campanhas, com o uso de imagens marcantes, conseguiram transmitir uma imagem diferenciada para os consumidores, desse modo, criaram uma experiência ímpar. Com seu slogan – United Colors Of Benetton -, apresentava situações até contraditórias às que estavam acostumados a ver em nosso cotidiano e que, em certo sentido, chocavam o público. Propagandas como um padre beijando uma freira, um cavalo negro copulando com uma égua branca, ou aquela na qual exageraram, apresentando um portador de Aids em estágio terminal.

Agora analise, pense. Como podemos entender a efetividade dessas mensagens? Pelo fato de chocarem o público? Também, mas o mais importante em termos de marketing e visual é que essas mensagens publicitárias podiam ser reconhecidas a qualquer momento e em todo tipo de mídia. Se olharmos para uma propaganda da Benetton em um outdoor ou nas redes sociais e retirarmos a logo da empresa, conseguimos imediatamente identificar que se trata de uma mensagem da empresa. Isso é a força da marca em relação aos seus componentes visuais. É o que ocorreu com a marca Marlboro: apenas pelas campanhas, quando ainda usavam o caubói, ou mesmo que retirem o nome da embalagem, conseguimos reconhecer a marca.

Essa é a força do componente visual no marketing e na construção da identidade da marca. Podemos apresentar somente uma parte da marca que os consumidores conseguirão identificar a empresa, porque há fortes gatilhos que automaticamente nos remetem à marca em questão. Ainda podemos citar a Nike com seus elementos associados ao esporte, à vitória, e a Apple, que é uma marca que sugere tecnologia e pessoas “descoladas”. E as orelhas do Mickey Mouse que nos lembram a Disney e seus produtos? Essa é força do componente visual na construção da imagem, da presença, da marca de uma empresa em uma estratégia de marketing.

Como o componente visual da empresa que você trabalha, ou gosta, trabalha este tipo de estratégia? Pense nisso!

 

FAÇA PARTE DO PROJETO

O Implantando Marketing visa a união dos profissionais das áreas de Marketing e Comunicação Empresarial e busca formas de divulgação e crescimento dessas áreas através da Implantação de Departamentos de Marketing e Comunicação em pequenas e médias empresas. Para isso, compartilhamos experiências e conhecimentos necessários aos profissionais e empreendedores que querem se beneficiar dessa Implantação. Envie o seu currículo e escolha um dos núcleos do projeto.

Deixe um comentário