O modo como aprendemos e ensinamos marketing é o ideal?

Nessa semana, temos uma data muito especial. Dia 08/05 é o dia em que comemoramos o Dia do Profissional de Marketing.

Tal data, me faz pensar se não está na hora de realizarmos uma pequena reflexão sobre qual será a melhor maneira de fazer com que o Marketing seja difundido em nosso país, e principalmente como os futuros profissionais de Marketing esperam ser instruídos para atuar na área.

Pois bem, quais são os desafios para quem quer aprender Marketing em pleno Século XXI?

Estranho muito quando muitos alunos de Marketing estranham e reclamam quando instituições e/ou professores da área propõem o aprendizado prático. Reclamam, chiam, ficam de “mimimi” quando trabalhos práticos são propostos como forma de potencializar seu acesso a aspectos específicos da área em que escolheram se formar, alegando que preferem aulas e avaliações tradicionais, onde a famosa “decoreba” é o que domina.

Muito me estranha isso acontecer em 2017, onde temos a necessidade real de profissionais que sejam capazes de se adaptarem aos novos cenários com exigências cada vez maiores e a concorrência cada vez mais pesada.

Marketing não se aprende tampouco ensina com base em decorar conceitos e simplesmente replicá-los em um pedaço de papel chamado prova, mas infelizmente temos um cenário em que para muitos isto é o certo (?).

O Marketing exige cada vez mais profissionais que saibam aprender em várias situações diferentes, pois com o aumento das exigências de clientes e mercados, o que é certo hoje, não necessariamente é o certo amanhã, e isso inviabiliza o ensino de Marketing somente baseado em conceitos.

Por exemplo: Como alguém consegue aprender a fazer uma pesquisa de mercado? Fazendo uma… desde a formulação do problema de pesquisa até o mais importante: a análise dos resultados! Infelizmente não é o cenário que se mostra em muitos casos.

Ao propormos a realização de uma pesquisa de mercado quantitativa, por exemplo, com cálculo de amostragem, desenvolvimento de questionários estruturados, entrevistas em canais de comunicação e principalmente as análises simples e cruzadas dos resultados, recebemos “narizes torcidos” por parte de quem deveria aprender todo o processo, ou então a postura passiva daqueles que deveriam fazer de tudo para ensinar esse tipo de coisa.

É óbvio que esse é só um exemplo, porém creio que muitos que lerão esse post se identificarão em ambos os lados do relato: o lado que aprende e o lado que ensina.

As perguntas que ficam são:

1 – Como aprendemos e esperamos aprender a praticar o Marketing? E…

2 – Como estamos dispostos a ensinar a prática do Marketing em nosso país?

A crítica é construtiva (inclusive, eu pessoalmente estou entre os que podem ser criticados), e a forma pela qual vamos abordar esse assunto influenciará toda uma geração de profissionais de Marketing que estão em franco processo de formação.

Vale a pena pensar.

Até a próxima Folks!

 

FAÇA PARTE DO PROJETO

O Implantando Marketing visa a união dos profissionais das áreas de Marketing e Comunicação Empresarial e busca formas de divulgação e crescimento dessas áreas através da Implantação de Departamentos de Marketing e Comunicação em pequenas e médias empresas. Para isso, compartilhamos experiências e conhecimentos necessários aos profissionais e empreendedores que querem se beneficiar dessa Implantação. Envie o seu currículo e escolha um dos núcleos do projeto.

Deixe um comentário