PNL como ferramenta: 3 dicas para tornar sua comunicação impactante

A nossa série de artigos sobe COMUNICAÇÃO DE ALTO IMPACTO chega em um “episódio” que pode ser chamado de base para o desenvolvimento do processo de comunicação. O principal objetivo deste material é “quebrar” a afirmativa que tenho provocado: somos todos grandes emissores de mensagens, “mas” comunicadores, nem tanto.

Para combater essa frase, desta vez, vou deixar uma sugestão de ferramenta que te dará subsídio suficiente para mudar sua realidade enquanto comunicador, para tornar a sua comunicação de alto impacto, ou seja, relevante para sua audiência.

Antes de começar a ler as dicas a seguir assuma um compromisso consigo, entendendo que tudo que fazemos podemos fazer melhor, aprendendo, desaprendendo e reaprendendo, neste caso, o foco é o processo da comunicação.

A programação neurolinguística: PNL

Segundo Joseph O’Connor e Jonh Seymour o significado de PNL se divide em três, vamos a eles:

“Neuro”: a PNL entende que todos os comportamentos nascem de um processo neurológico provenientes de nossos sentidos, visão, audição, olfato, paladar, tatos e sensações. A nossa percepção acontece a partir dos cinco sentidos. Sentimos, e como reação nos comportamos. Há uma ligação direta entre o que sentimos e nossas ações, corpo e mente formam uma unidade inseparável.

“Linguística”: indica que usamos a linguagem para exprimir nossos pensamentos e comportamentos para nos comunicarmos com os outros.

“Programação”: é referente a como organizamos as nossas ideias e ações para nossos objetivos.

A PNL atua no mapeamento de padrões de sentimentos e ações em prol da otimização desses recursos para uma comunicação plena, utilizando-se do instinto (ações não intencionais), e das práticas racionais (ações que planejamos racionalmente).

Entenda o que é comunicação

Das milhares de descrições existentes sobre o que é a comunicação sob a ótica da PNL, costumo usar a seguinte definição: A comunicação é um conjunto de ferramentas naturais, que se utiliza da exposição de reações e sentimentos que geram um comportamento, e o outro irá se basear neles para gerar um comportamento de resposta.

Nós não só nos comunicamos através de palavras, também por tom de voz, gestos, postura, e expressões. Compreender como você age nessas vertentes é fundamental para a eficiência na comunicação, o que funciona será melhorado, o que não, ajustado.

Mais uma vez cito a pesquisa realizada em 1967 por Mehrabian e Ferris para o inferenceof attitdes fron nonverbal communication in two channels. Este estudo chegou a conclusão que em uma apresentação seja em grupo ou apenas entre duas pessoas, 55% do impacto provocado em nossa audiência é proveniente da linguagem corporal, 38% o tom de sua voz, e 7% conteúdo/palavras contidas na apresentação.

Utilize os sistemas representacionais

 

Se engana quem pensa que a comunicação começa quando pronunciamos alguma palavra, iniciamos um gesto. Na verdade a comunicação começa muito antes em nossos pensamentos, depois utilizamos de palavras, tom de voz, e gestos.

Sempre que alguém nos pergunta algo, antes de respondermos, criamos uma imagem sobre o perguntado, depois respondemos. O interessante é que a pergunta mexe com todos ou parte de nossos sentidos para que possamos responder, pois é, assim que nos comunicamos através de nossos sentidos. Cada um provoca uma experiência diferente, e tem pessoas com mais inclinação para um ou para o outro, elas ganham uma nomenclatura que nos ajuda no processo de interação.

A seguir apresento os sistemas representacionais e expressões preferíveis que devem ser usadas com as respectivas pessoas:

Visuais – Olhar, Imagine, veja, cena, cores, observar…

Auditivas – Dizer, falar, tom, silêncio, comentar, ouvir…

Cinestésicos – Tocar, sentir, contato, sofrer, manusear…

Olfativos – Cheiroso, aromático, fresco…

Gustativos – Azedo, saboroso, amargo, salgado…

Você também pode identificar qual o sistema representacional da pessoa através da fala dela, ou seja, prestando atenção em quais expressões ela usa.

Use o rapport (espelhamento)

Assim como a técnica usada para os sistemas representacionais, o espelhamento também usa o outro como referência para o processo comunicativo.

Mas, você pode se perguntar: O que é Rapport ou espelhamento?

Apesar de ser um termo atípico é algo que fazemos institivamente, é o ato de gerarmos uma ponte utilizando-se da empatia e respeito, no mesmo momento que conduzimos através de comportamentos o outro a uma linha de pensamento que queremos. Traduzindo: “imitamos” nossos amigos, usando palavras, gestos, tom de voz, linguagem corporal, e tudo isso para criarmos ou mantermos vínculos de confiança, para fazer parte do grupo parecendo com as pessoas que participam dele.

Nos próximos artigos vou trazer mais técnicas poderosas para que possamos aplicar em nossas vidas pessoais e profissionais. Tenho certeza que fará efeito em sua vida de “comunicador de alto impacto”. Não esqueça de treinar, treinar, e treinar… pois, como qualquer outra atividade a comunicação pode ser aperfeiçoada se você trabalhar todas as “suas” possibilidades. É você quem tem que encontrar o seu melhor e potencializa-lo, ajustando o que precisa ser melhorado.

#comunicaçãodealtoimpacto #soucomunicador #vivalavida

 

FAÇA PARTE DO PROJETO

O Implantando Marketing visa a união dos profissionais das áreas de Marketing e Comunicação Empresarial e busca formas de divulgação e crescimento dessas áreas através da Implantação de Departamentos de Marketing e Comunicação em pequenas e médias empresas. Para isso, compartilhamos experiências e conhecimentos necessários aos profissionais e empreendedores que querem se beneficiar dessa Implantação. Envie o seu currículo e escolha um dos núcleos do projeto.

Deixe um comentário