As atividades e termos de CRM e Big Data

É do conhecimento de todos que trabalham com Marketing, Gestão Comercial e Comunicação que a análise de Informações disponíveis em diversas fontes é uma realidade. No entanto, por mais que alguns colegas ainda a negligenciem, sabem que mais cedo ou mais tarde um percentual maior das decisões em Marketing serão tomadas utilizando as análises de informações como base, seja através de modelos preditivos e ofertas segmentadas, realizadas através da estratégia de CRM ou da análise de cenários complexos e extensos, por meio de análises de Big Data.

Como já mencionamos em posts anteriores, é impressionante o número de “narizes torcidos” que a simples ideia de realizar análises provoca, devido a falsa impressão de que realizar trabalhos analíticos em Marketing é uma tarefa muito difícil.

Para tentar diminuir ainda mais a impressão de que realizar análises de informações seja difícil, a ideia do post de hoje é compartilhar alguns termos utilizados nessas áreas e seus significados.

Mini Dicionário de “Analitiquês”

* CRM (Customer Relationshp Managment – Gestão do Relacionamento com os Clientes): é uma abordagem que coloca o cliente como foco principal dos processos de negócio, com o intuito de perceber e antecipar suas necessidades, para atendê-los da melhor forma, bem como, aumentar a rentabilidade dos clientes de acordo com o entendimento de seu consumo. Em CRM as atenções são direcionadas para os clientes que já fazem parte da carteira.

* Big Data: é um termo amplo para conjuntos de dados muito grandes ou complexos. Os desafios incluem análise, captura, curadoria de dados, pesquisa, compartilhamento, armazenamento, transferência, visualização e informações sobre pessoas, clientes e situações.

* Análises ou Analytics: Análise de Dados com a intenção de transformá-los em Informações e as informações em conhecimento. Identifica padrões e os efeitos das decisões e eventos, bem como identificar tendências. O principal objetivo das análises é a geração de vantagens competitivas através dos conhecimentos gerados através do processo de informações

* Análise Descritiva: análise de dados e padrões passados.

* Análise Preditiva: análise dos dados do passado para prever os padrões futuros.

* Análise Prescritiva: define os melhores comportamentos e ações para os clientes e negócios das empresas.

* Dados Estruturados: dados residentes em campos fixos e de acesso mais fácil (Bancos de Dados e Planilhas, por exemplo)

* Dados Não Estruturados: dados e informações que não são fixos, presentes em textos de escrita livre, imagens (análise de fotos em redes sociais, por exemplo) e áudios.

* Analista de Dados ou Cientista de Dados: no atual cenário, é o profissional que coleta, organiza, analisa e transforma os dados em informações e as informações em conhecimento, que é utilizado no desenvolvimento de estratégias mercadológicas em busca das vantagens competitivas.

Obviamente que trata-se de uma introdução às atividades e termos utilizados na área. Mas independentemente de termos e particularidades, o cenário atual nos mostra que em um mundo novo teremos que abordar as novidades de uma nova maneira.

Até a próxima folks!

FAÇA PARTE DO PROJETO

O Implantando Marketing visa a união dos profissionais das áreas de Marketing e Comunicação Empresarial e busca formas de divulgação e crescimento dessas áreas através da Implantação de Departamentos de Marketing e Comunicação em pequenas e médias empresas. Para isso, compartilhamos experiências e conhecimentos necessários aos profissionais e empreendedores que querem se beneficiar dessa Implantação. Envie o seu currículo e escolha um dos núcleos do projeto.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.