Atribuições do líder

Atuar com gerenciamento, liderança e gestão, é saber que são aspectos diferentes e iguais, lembre do artigo anterior…

O que abordaremos neste é um complemento, uma sequencia lógica e reflexiva sobre este tema que empolga, irrita e apaixona, um triângulo necessário para entendermos sobre a melhor maneira momentânea de solucionar problemas e manter a estabilidade… durante um tempo.

Tratar e discutir planos, planejamento ou comprometimento sem antes conquistar a admiração das pessoas, não adianta muito; Devemos sim criar um ambiente adequado, fértil para que a motivação cresça forte, delegar responsabilidades para as pessoas certas, aquelas que dariam suas horas de folga sem reclamar ou pestanejar. Desta forma um gestor estará pronto e preparado para transformar um planejamento em resultado.

Sem ser repetitivo, mas necessitamos ser, pois a repetição traz a perfeição, complementaremos em uma continuidade o artigo:

LIDERANÇA – GESTÃO – GERENCIAMENTO

Os líderes que começam com o “porquê” são os que mais conseguem inspirar todos à sua volta. Líderes de verdade fazem cada liderado acreditar no que ele acredita, a sonhar o seu sonho. Se você inspirar as pessoas a acreditar no que você acredita, elas vão trabalhar com afinco, comprometimento e sempre na busca pelos melhores resultados.

Para os “chefes” que só sabem conseguir resultados pela postura de autoridade impositiva… Minhas condolências, ainda tem muito que aprender sobre “pessoas”. Não se enganem, ainda existem muitos chefes assim, com este perfil, afinal de contas, nem toda empresa tem um setor de recursos humanos que efetivamente humanizam as relações de trabalho.

Aqueles que nos lideram de verdade e nos inspiram, nós os seguimos não porque temos que seguir, mas porque queremos seguir. Em uma empresa todos sabem o que fazer, muitos sabem como fazer e quase ninguém sabe o porquê, daí a necessidade do líder que inicia seu dia com um PORQUE sonoro e agradável aos ouvidos dos que buscam desafios.

O líder sabe motivar, não com aquelas ações simplistas de relacionar motivação a prêmios, ações isoladas ou campanhas passageiras. O líder que provoca o PORQUE das pessoas sabe motivar, entende que é uma questão de atitude do dia-a-dia.

Uma das atribuições mais difíceis do líder é “delegar”, situações comuns, o medo de delegar e o de ter a tarefa mal feita, por isso centralizam as decisões. Entenda líder, ninguém no mundo é igual, ninguém faz as coisas exatamente como você. Então, treine e delegue orientando o melhor caminho, o que mais se aproxima do seu estilo, poder fazer melhor a cada dia, podemos, dias melhores e dias menos parecidos, mas igual… esqueça, não existe.

A tendência natural dos líderes é quererem que seus liderados façam as coisas exatamente do seu jeito, de uma determinada maneira: A sua. Cabe a você passar as informações necessárias, estabelecer prazo, escolher a pessoa certa, criar pontos de controle, e cobrar os resultados baseado no entendimento das limitações de cada um, respeitar estas limitações faz uma grande diferença, e neste momento o líder passa a ser aquele que todos querem seguir, este passo é o necessário para transformar a estratégia em resultados.

Em trabalhos de consultoria, ou quando integramos um novo time, ouvirmos muito e parece até padrão ensaiado: “A estratégia era boa, mas foi mal implementada.” “Isso não dá certo nesta empresa”… Errado. Não há boa estratégia dissociada da implementação correta.

Estratégia é implementação, que é um somatório de ideias, estudo de mercado e escolha do momento certo e das pessoas adequadas para fazerem as coisas acontecerem, e resultado é fazer o cliente optar por sua empresa, marca ou produto e não pelo concorrente.

Lembre então destes pontos, releia o artigo anterior, volte a pesquisar os artigos mais antigos e perceba que existe uma relação de intimidade entre todos estes pontos abordados, e concluímos afirmando que em marketing tudo está interligado.

Pense no marketing como o agente integralizador dos departamentos da organização, e caminhando assim, todos estarão trabalhando em prol do bem comum da Empresa – Os seus Clientes.

Estou esperando sua participação. Escreva para nós, leia as outras colunas, comente, dê a sua sugestão de tema para pesquisarmos. Estou aguardando os seus comentários.

FAÇA PARTE DO PROJETO

O Implantando Marketing visa a união dos profissionais das áreas de Marketing e Comunicação Empresarial e busca formas de divulgação e crescimento dessas áreas através da Implantação de Departamentos de Marketing e Comunicação em pequenas e médias empresas. Para isso, compartilhamos experiências e conhecimentos necessários aos profissionais e empreendedores que querem se beneficiar dessa Implantação. Envie o seu currículo e escolha um dos núcleos do projeto.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

12 comments

  1. Excelente pontos, Professor.

    É um fato a dificuldade em se Delegar.

    Sempre bom lembrar que ‘delegar’ se refere sempre à Autoridade. Autoridade de fazer, decidir, representar alguém, etc. Mas nem sempre se refere à Responsabilidade. No final das contas, quem delega, delega a tarefa, mas mantém a Responsabilidade final pela tarefa bem (ou mal) cumprida.

    E exatamente ai que está a grande Relutância em alguns Gestores em Delegar. Inseguros quanto à capacidade do Subordinado em realizar a tarefa com êxito, muitos Gestores optam por não delegar e sobrecarregam-se em demasia.

    A saída é sempre o treinamento, o coaching, o mentoring. Os Gestores precisam aos poucos ensinar seus Subordinados a “arte” de determinadas tarefas, começando sempre das mais simples, mas nunca limitando-se a elas, para prover esse empowerment na Equipe.
    Os mais centralizadores entendem isso como ameça à suas próprias posições. Quando na verdade acabam muitas vezes criando empecilhos à sua própria ascensão profissional. Acontece de uma vaga abrir e ele, apesar de capacitado para a vaga ou promoção, não sobe porque não tem substituto, não preparou ninguém de sua Equipe a sucedê-lo.

    Portanto, na dúvida, vale treinarmos nosso pessoal, fazer coaching com o time, praticar o mentoring, delegar, dar poder a eles gradativamente. Deixar a “fila pronta para andar”. Certamente não teremos nada a perder. Principalmente oportunidades pessoais. No mínimo ganharemos mais colaboração e apreço da Equipe, o que por si só já ajuda o nosso desempenho.

    Abraço e $uce$$o! :)

    • André, por suas palavras elogiosas meu forte abraço, e seria um forte abraço se fosse uma crítica de ajustes.
      MAs pelo que posso perceber, e neste post em particular, me inspirei nas empresas baianas, pois esta parte é sem dúvida a que mais complica o desempenho gerencial.
      Tentamos trazer para salvador, eu e meu amigo Ênio Carvalho o Small Giants da Revista Liderança, e não fomos vitoriosos, ou melhor… aqui o empresariado não gosta da busca pelo conhecimento, e se limitam ao que sabem… quando chega a concorrência reclamam que a culpa é do governo por estorquir em impostos…
      E o aprendizado fica sempre para os egundo plano, quem dirá coaching, menthoring…
      Grato pela participação

  2. Excelente Profº Freire!

    Muito bom, há pessoas ainda que pensam que liderança é repreensão, digo, faça porque eu “mando” e não porque inspiro (solicito)…

    Interessante também o seu comentário sobre delegar alguma coisa, isso é um medo tremendo, porque a gente pensa “está indo tão bem assim…”. Mas entendo que seja um fator importante saber delegar.

    Abraços e mais uma vez: Parabéns pelo maravilhoso post!

    • Grato pelas palavras doces, mas o que vem dos olhos do que deseja aprender é sempre assim.
      Pois é menina, o delegar é uma dos grandes diferenciais de quem almeja ser um líder diferenciado.
      E vamos caminhando.

  3. Vanessa Assis

    Muito bom!!

    Grandes problemas nas Empresas seriam resolvidos com uma boa gestão. O problema é que o mercado está cheio de gente que acha que sabe “liderar” e não conhecem a verdadeira Arte de lidar com pessoas.

    É necessário aprender todos os dias e ter muita humildade para se tornar um líder com “diferencial”. O mercado não está para amadores e sim para quem faz acontecer!!!

    • Grandes problemas não existiriam se a visão da liderança fosse com foco na gestão;
      Grato por seu comentário e participação, continue nesta linha e esteja sempre contribuindo com o blog..
      Receba um forte abraço.

  4. Amanda Santos

    Sábias palavras de um excelente profissional. Tudo muito bem colocado, a questão de liderança realmente não deve ser vista como ”eu mando, eu tenho o poder, faça”; essa ideia tornou-se ultrapassada. Sabe-se bem que hoje a chave do sucesso está em uma boa equipe onde haja sim liderança, no entanto, não para impor superioridade e sim para servir de incentivo, inspiração, motivação e principalmente obter bons frutos.
    Parabéns profº.
    Sucesso, e estamos todos com muita saudade.
    Abraços! :]

    • Parabéns para vocÊ Amanda com a clareza, consciência e leveza no comentário, muito orgulho emana de meu ser por ter alunas com seu nível.
      Continue assim e vamos ver o marketing brilhar em seus olhos e na sua vida profissional. Valença necessita de profissionais como voc~E… Valença não… a Bahia… ou quem sabe o Brasil…
      Boa sorte, saudades também… em breve vamos estar juntos de novo, tudo vai ficar bem em breve.

  5. Weverson Igor Santos Duarte

    Professor Meus parabéns! Lidera é divino, lidera com gentileza, companheirismo e amor, é o sucesso para grandes gestores.
    continue sempre assim prof! abraços! APAREÇA!

  6. Weverson Igor Santos Duarte

    Professor Meus parabéns! Lidera é divino, lidera com gentileza, companheirismo e amor, é o sucesso para grandes gestores.

  7. Inês Bahia

    Líder é aquele que consegue fazer com que seus liderados façam tudo o que ele deseja por amor e que sempre está a serviço de seus liderados. Sua liderança não consegue com dialogo.É o posto do “chefe”.

    • Isso Inês, ser lider é fazer com que seus liderados estejam apaixonados pela empresa, pela atividades à serem desenvolvidas, criar amor por fazer bem feito.
      Grato por sua participação.