Cada vez que entro em uma livraria me impressiono com o crescente número de livros que têm “receitas” para tudo o que precisamos: ficar ricos, sermos felizes, emagrecer (ou quem sabe engordar!), ter sucesso, casar e ter filhos, ser feliz solteiro, subir na carreira. Se for para citar todos, uma vida é pouco. Se está tudo nos livros, porque será que não somos todos perfeitos, belos, ricos e felizes? Bom, creio que não basta a receita pronta. O maior desafio é perceber que somos cada um diferente do outro e precisamos identificar características próprias para aproveitas boas ideias, além de termos criatividade para algumas originais.

Com as empresas, não poderia ser diferente. Os livros de administração, contabilidade, marketing, comunicação, gestão, entre outros, entopem as prateleiras reais e virtuais e deixam qualquer um zonzo para realmente encontrar algo que ajude no seu dia a dia. Ler, estudar e se empenhar para criar estratégias é fundamental. Considero que sim, devemos nos atentar para os cases de sucesso e para as experiências daqueles que alcançaram um patamar mais alto. E saber como aplicar o que temos por aí para o nosso negócio. Reli, esses dias, o seguinte:

10 mandamentos de Sam Walton

O segredo do sucesso do Wal-Mart segundo seu fundador:

1- Comprometa-se com seu negócio. Acredite nele mais do que em qualquer outro.
2- Divida os lucros com todos os seus colaboradores e os trate como parceiros.
3- Motive os seus parceiros. Dinheiro e ações não são suficientes. Estabeleça objetivos elevados, estimule a competição.
4- Comunique tudo o que você puder aos seus colaboradores. Quanto mais eles souberem, mais entenderão.
5- Demonstre reconhecimento por tudo o que seus colaboradores fazem pela empresa. Todo mundo gosta de ser reconhecido.
6- Celebre seus sucessos, encare seus erros com bom humor, não se leve tão a sério. Relaxe.
7- Escute todo mundo na sua empresa e arrume um jeito de mantê-los falando.
8- Ultrapasse as expectativas dos seus consumidores. Se você fizer isso, eles voltarão todos os dias.
9- Controle suas despesas melhor do que seus competidores. É aí que você vai encontrar sua vantagem competitiva.
10- Nade contra a corrente, ignore o sendo comum e prepare-se para ser criticado.

O que me chamou atenção foram quantos mandamentos implicam no trabalho sério, planejado e aplicado pelos departamentos de comunicação/marketing, articulados com as lideranças e alta administração, e legitimamente colocado para colaboradores, parceiros e clientes, (resumindo assim os principais stakeholders), motivando e comprometendo os mesmos.

Sendo assim, explicitada mais uma vez a importância do nosso papel, devemos nos atentar se estamos cumprindo e atingindo as metas e objetivos que temos em vista. Acho que uma boa ideia é criarmos nossos próprios “segredos” ou “mandamentos” e fazer com que eles repercutam por toda a empresa, proporcionando sucesso, reconhecimento e satisfação.

FAÇA PARTE DO PROJETO

O Implantando Marketing visa a união dos profissionais das áreas de Marketing e Comunicação Empresarial e busca formas de divulgação e crescimento dessas áreas através da Implantação de Departamentos de Marketing e Comunicação em pequenas e médias empresas. Para isso, compartilhamos experiências e conhecimentos necessários aos profissionais e empreendedores que querem se beneficiar dessa Implantação. Envie o seu currículo e escolha um dos núcleos do projeto.

Leave a Reply to Priscila Falchi Cancel Reply

4 comments

  1. No segmento corporativo, para se ter sucesso, é necessário que as pessoas estejam engajadas .

    No segmento pessoal, é necessário que você seja o fator de engajamento do seu sucesso.

  2. Gostei de ver Paula!

    Concordo contigo, hoje em dia, as livrarias e bancas de jornal estão tomadas de tantos livros que podem dar a receita de como melhorar em tudo… Acho interessante obrar assim, afinl sempre é possível pegar uma coisa ou outra para aplicar na minha vida, mas não é 100% adequado em todos os setores.

    Gostie de conhecer os 10 mandamentos de Sam Walton, é uma filosofia de vida que só faz sentido se posta em prática, não é mesmo?

    Abraço,
    Priscila Stuani

  3. É triste o fato de a maioria dos livros que tratam de temas em negócios, acabam ficando um pouco estigmatizados como Auto-ajuda.

    Ok, verdade que tem muito “lixo” misturado. Mas em parte é culpa das editoras, que sabendo da força do segmento Auto-ajuda maior que Negócios, acabam traduzindo/adaptando títulos de Negócios/Administração para parecerem mais vendáveis com um tom mais de Auto-ajuda.

    O problema que isso, no final das contas, acaba confundindo muito os leitores. O que é uma pena, principalmente em um País pouco dado a leitura como o Brasil, onde o hábito apenas está começando a ganhar massa.

    Evidente que não é o caso do Sam Walton.
    Boas dicas. Gostei.
    $uce$$o a todos.
    :)

  4. Olá Paula,
    Parabéns pelo texto.
    A troca de experiências sempre é válida, partindo do princípio de que os autores tenham certa experiência para dissertar sobre o que propõem, em termos de transmitissão de conhecimento. O importante é adaptar cada linha à sua propria realidade. Ler vários livros e assimilar a suas mensagens não é o maior desafio. O maior desafio é compilar várias linhas de pensamento e transformar em algo novo que funcione e traga bons resultados à sua necessidade específica.