A forma como você vive, trabalha e se relaciona está em plena transformação.

“Você está a bordo da maior revolução tecnológica, essa transição será diferente de tudo que a humanidade já vivenciou”, diz o engenheiro economista alemão Klaus Martin Schwab, autor do livro “A Quarta Revolução Industrial”.

Estamos saindo de uma era conhecida com a “Revolução Digital” que muitos especialistas já consideram coisa do passado e estamos a bordo de uma revolução pautada em um conjunto de tecnologias que otimizam processos, desenvolvem robôs inteligentes, implementam de fato a internet das coisas, tudo completamente mobile e com extrema velocidade.

O que diferencia a “Quarta Revolução Industrial” da “Revolução Digital” é a velocidade, o alcance e o principal: a CONECTIVIDADE de pessoas e sistemas através de plataformas colaborativas.

A principal característica desta transformação é a hiperconexão e a inteligência artificial, que gera mudanças tanto em processos de produção como no comportamento de consumo das pessoas, o que possibilitou a criação de negócios revolucionários como Facebook, Uber, Airbnb, Mélius, Polishop.com.vc entre outras plataformas disruptivas.

Aquele modelo Fordista do século passado morreu, com o argumento de aumentar e acelerar a produtividade, diminuir acidentes e reduzir despesas. A Industria 4.0 investe cada vez mais em robôs para substituir pessoas em processos repetitivos e agora com a efetividade da inteligência artificial também estão sendo substituídos aqueles que trabalhavam com estratégias, análises e planejamentos.

Em um passado próximo o Leiteiro teve que se reinventar, a telefonista, o arrumador de pino de boliche, o datilógrafo, o carteiro, reparador de relógio, o ferreiro e outras profissões (que você pode se lembrar e comentar aqui para enriquecer nossa reflexão)  simplesmente desapareceram.

Estamos falando então, que em breve não teremos mais as profissões de caixa de supermercado, caixa de banco ou motoristas, já que temos carros autônomos, corretor de imóveis, Contadores, Advogados, Arquitetos, Administradores financeiros, Corretores de Seguro, Agentes de Viagens, Professores, operador de telemarketing, Arquivistas, Bibliotecário, Analista de Crédito, Programador de computadores eu não seria capaz de listar aqui todas as tendências. Sugiro que comente com alguma profissão que você acredita que não existirá mais no ano de 2025.

Mas para você o que importa é se localizar. Onde você está? Como participará? E o mais importante: como sairá da “Quarta Revolução Industrial”?

Sua profissão é uma das que vão desaparecer do mapa?

Sua empresa ou empresa que você trabalhar vai existir em 2025?

Feita estas reflexões, você acredita que vai continuar comprando e consumindo produtos e serviços de forma convencional? Se sim, aproveite enquanto pode. A Revolução está acontecendo com ou sem você.

 

FAÇA PARTE DO PROJETO

O Implantando Marketing visa a união dos profissionais das áreas de Marketing e Comunicação Empresarial e busca formas de divulgação e crescimento dessas áreas através da Implantação de Departamentos de Marketing e Comunicação em pequenas e médias empresas. Para isso, compartilhamos experiências e conhecimentos necessários aos profissionais e empreendedores que querem se beneficiar dessa Implantação. Envie o seu currículo e escolha um dos núcleos do projeto.

Deixe um comentário