Geração texting

Que todo o mundo está hiperconectado todos nós sabemos, mas segundo uma pesquisa realizada com os jovens brasileiros da Geração Z, somos o país em que mais se passa o tempo online. Muita conversa é gerada via mensagens instantâneas através do Whatsapp, Skype, Hangouts e emails.

O relacionamento interpessoal é cada vez mais escasso. Essa geração de nativos digitais tem dificuldade para se comunicar pessoalmente, tornando-se pessoas insociáveis, com um vocabulário e escrita abaixo da média, devido às gírias e abreviações que são peculiares a este tipo de comunicação.

Os jovens da geração texting (que preferem ler e escrever do que falar) encontram obstáculos para se expressar e falarem sobre si mesmos pessoalmente. As mensagens de textos são o caminho mais confortável e prático para essa geração se comunicar, relacionar e interagir socialmente. A tendência da comunicação pessoal entre os jovens pertencentes a Geração Z é se agravar ainda mais, principalmente com a utilização de redes sociais e aplicativos como o Snapchat, que restringe a comunicação à troca de imagens e vídeos, prática conhecida como “mandar um Snap”.

Essa situação que a principio poderia impactar apenas o relacionamento desses jovens com familiares e amigos, influência também profissionalmente, visto que os jovens da geração texting encontram uma barreira na hora de se expressarem em uma entrevista de emprego ou em momentos de atividades em grupo. Até mesmo o telefone se torna um empecilho para a geração Z se comunicar verbalmente. Afinal, em tempos de comunicação texting receber a ligação de amigos em datas comemorativas, como aniversário, é prática vista por esses jovens como uma declaração de amor.

Não há mais como escapar do mundo virtual. Casamentos, negócios, amizades e entrevistas de empregos são exemplos do que acontece diariamente no âmbito digital, encurtando caminhos, processos e diminuindo custos. A solução é enfrentar e conviver com esta situação, buscando sempre adequar a melhor forma de comunicação ao momento e às pessoas com quem se interage.

Como disse Marshall Mcluhan: “O homem cria a ferramenta. A ferramenta recria o homem”.

Deixo aqui um desafio para os jovens (e por que não para os adultos) da geração texting. Vamos nos socializar utilizando a tecnologia a nosso favor?

1 gde abr p/ vc tbm!

FAÇA PARTE DO PROJETO

O Implantando Marketing visa a união dos profissionais das áreas de Marketing e Comunicação Empresarial e busca formas de divulgação e crescimento dessas áreas através da Implantação de Departamentos de Marketing e Comunicação em pequenas e médias empresas. Para isso, compartilhamos experiências e conhecimentos necessários aos profissionais e empreendedores que querem se beneficiar dessa Implantação. Envie o seu currículo e escolha um dos núcleos do projeto.

Leave a Reply

3 comments

  1. Olá Bruno
    Parabéns pelo artigo está muito bem apresentado e organizado seu ponto de vista.
    Essa é a geração que em breve estará no mercado, porém cabe a nos desenvolvermos no quesito relacionamento interpessoal, porque em tecnologia eles dominam.
    Abç

  2. Bruno,

    Muito bacana o artigo.

    A gente percebe muito isso quando escutamos “contos” sobre pérolas de redações de escola, Enem e até na faculdade.

    Acho que cada momento, perfil de relacionamento, requer um tipo de linguagem. Não dá para falar “tecnes” com quem não é da área ou ficar escrevendo tudo por siglas.

    Adorei a citação que você fez: “O homem cria a ferramenta. A ferramenta recria o homem”.

    Boa inspiração.

    Abraços,

    Priscila

  3. Com certeza esse é o maior desafio. Adaptar às mudanças e as novas tecnologias.
    Obrigado e abraços.