Marketing de Conteúdo para Educação: monte a sua estratégia

Se você e sua empresa de educação estão por dentro das melhores táticas de marketing da atualidade, com certeza já ouviram falar do Marketing Digital e de Conteúdo. Se não, essa é a hora de se atualizar e trazer maiores resultados para a sua instituição.

Marketing Digital, resumidamente, é a presença online de uma marca, visando atingir seus objetivos de negócio. E não dá para perder a oportunidade de trazer alcance para a sua empresa dessa forma, já que mais da metade da população mundial é usuária ativa da internet. Os dados são de uma pesquisa realizada em 2018 pela Hootsuite e We are social.

Mais de metade da população mundial é usuária da internet. Fonte: Hootsuite/We are Social.

Dentre as principais estratégias de Marketing Digital, podemos destacar as seguintes:

Inbound Marketing

É a estrateǵia usada para atrair mais pessoas para o seu negócio. Aliada ao Marketing Digital, o Inbound Marketing define uma jornada para o consumidor, baseando-se em quatro etapas: atração, conversão, venda e encantamento. Para ajudar em cada uma dessas quatro etapas, se faz valer de estratégias como SEO e Marketing de Conteúdo. Saiba mais sobre Inbound Marketing aqui.

SEO

A sigla, em inglês, significa Search Engine Optimization. Em português, otimização para motores de busca. De modo geral, SEO diz respeito às boas práticas que precisamos seguir nos nossos canais digitais para que sejamos bem indexados pelos mecanismos de busca, principalmente o Google. Quer ser o primeiro resultado a aparecer na busca de um possível cliente? Trabalhe o SEO da sua instituição!

Marketing de Conteúdo

Não existe jeito mais eficaz de atrair clientes na internet do que oferecer a eles o que estão procurando. E educação é uma coisa que todo mundo procura; seja uma aula de culinária, uma aula de guitarra, uma graduação ou um escola de ensino fundamental.

É aí que entra o Conteúdo: para atrair, converter, vender e encantar quem está procurando se educar. O Marketing de Conteúdo se desdobra em canais e formatos para que a sua marca se antecipe a uma necessidade do público-alvo, para atraí-lo com um bom conteúdo, para fazê-lo voltar mais vezes ao seu ambiente, para fazê-lo considerar a sua marca como uma solução para seus problemas e, finalmente, para fazê-lo comprar o seu produto. Sim, tudo isso é possível com uma boa estratégia de criação de conteúdo.

O bônus para os profissionais no mercado de educação é que suas empresas, naturalmente, já possuem uma relação maior com essa prática: o objetivo de negócio é pautado na entrega de conteúdo. Com isso, fica mais fácil integrar o produto com a estratégia. São muitas as oportunidades de oferecer para possíveis clientes uma demonstração do que é o seu produto.

Criando uma estratégia de conteúdo para Educação

Antes de começarmos o passo a passo para uma boa estratégia de conteúdo voltada para o mercado de educação, é importante frisar que todas as instituições do ramo podem se beneficiar do Marketing de Conteúdo. Faculdades, escolas, sites de cursos livres, cursinhos pré-vestibular online, entre outros. Se a sua empresa de educação visa atrair mais clientes, essa estratégia é para você.

Como apontado no tópico anterior, o produto do mercado de educação é um conteúdo por si só. Isso facilita a definição de formatos de que poderão atrair o público-alvo. Com isso, podemos partir para o passo a passo da estratégia.

1.  Defina seus objetivos e KPIs

Em primeiro lugar, é preciso definir o que se espera atingir com o Marketing de Conteúdo. Veja alguns objetivos recorrentes nas estratégias de outras empresas:

  • Fazer com que mais pessoas conheçam a sua marca
  • Fazer com que as pessoas falem da sua marca nas redes sociais
  • Aumentar vendas

Esses são apenas alguns objetivos que podem ser alcançados. Veja o que tem mais fit com o objetivo de negócio da sua empresa para definir as suas.

Em seguida, é preciso definir os KPIs (Key Performance Indicators), ou indicadores-chave de performance. São eles que dizem se os seus objetivos anteriores estão sendo alcançados, através de algumas métricas estabelecidas.

Usando os exemplos anteriores, temos os seguintes KPIs:

  • Alcance de marca: visitantes únicos, visualizações
  • Engajamento com a marca: comentários, compartilhamentos, taxa de rejeição, etc
  • Vendas: taxa de conversão, número de leads

2.  Defina sua persona

Quem é o aluno que você pretende atingir com seu conteúdo? Para construir uma boa estratégia é preciso ir além dos dados demográficos. Não adianta saber apenas qual é a faixa etária, a localização ou gênero do seu público – se você quer fazer um conteúdo realmente relevante para essas pessoas, é preciso ir mais a fundo em suas rotinas.

Faça pesquisas de campo com o público-alvo e até mesmo com quem já é aluno da sua instituição. O que elas fazem no tempo livre? Quais são seus hobbies? Quais são seus objetivos de vida? Que outras características sociais e emocionais elas possuem? Ter essas respostas ajuda a traçar um personagem fictício para quem você vai direcionar o seu conteúdo – e o melhor: te mostrará a melhor forma de falar com ele.

3.  Defina um planejamento de conteúdo

Lembra das etapas do processo de Inbound Marketing? Aqui elas serão preenchidas com o conteúdo. É hora de pensar: quais canais e conteúdos são mais interessantes para cada uma delas? Defina em quais plataformas faz sentido a sua marca estar.

Veja exemplos:

  • Blog

O blog é a alma do Marketing de Conteúdo. Nele, é preciso trabalhar o SEO, escrevendo artigos que vão atrair possíveis clientes. Por exemplo, a sua instituição de ensino pode trabalhar posts com as temáticas:

  • Dicas de estudo
  • Tipos de cursos oferecidos para determinado segmento
  • Benefícios do curso para a sua vida profissional
  • Pílulas de conteúdo das aulas que a sua instituição oferece eBooks com resumos, exercícios ou materiais de aula

Se o seu artigo estiver otimizado para busca, as pessoas vão achá-lo na primeira página do Google. Isso fará com que conheçam sua marca e, se o seu conteúdo for relevante e resolver seus problemas, elas voltarão para mais dicas que venham da sua empresa.

4.  Defina um cronograma para produção de conteúdo

Definido o planejamento – quais conteúdos você vai criar, com quais objetivos e em quais canais – é hora de criar um cronograma de produção e publicação do conteúdo. Essa é a parte menos complicada: distribua, durante a semana, os seus posts entre os seus canais. É importante ficar de olho na periodicidade de postagem de cada rede – cada uma tem uma boa prática a ser seguida.

Agora que você montou uma estratégia de Marketing de Conteúdo para a sua empresa de educação, é hora de colocar o plano em prática e ver os resultados digitais da sua instituição crescerem cada vez mais! Boa sorte!

FAÇA PARTE DO PROJETO

O Implantando Marketing visa a união dos profissionais das áreas de Marketing e Comunicação Empresarial e busca formas de divulgação e crescimento dessas áreas através da Implantação de Departamentos de Marketing e Comunicação em pequenas e médias empresas. Para isso, compartilhamos experiências e conhecimentos necessários aos profissionais e empreendedores que querem se beneficiar dessa Implantação. Envie o seu currículo e escolha um dos núcleos do projeto.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 comment

  1. Clayton Cunha

    É um orgulho ver a evolução de uma ex-aluna do curso de Marketing da Unicid!
    Bem vinda ao Projeto Implantando Marketing Isabella!

    Que seja o primeiro de
    Muitos!!