Marketing – O que eu tenho com isso?

Este post está repleto de perguntas, fáceis de responder, mas acredito, e ainda bem por isso, que poucos saberão responder. E entramos nós, os consultores e professores neste circuito, para responder e dar direcionamento as respostas. A primeira pergunta gira em torno de um conceito que trouxe em outro post, que abordei como conceito de marketing: “Será que a sua empresa, marca ou produto está prometendo apenas aquilo que pode fornecer e fornecendo mais que prometeu e dentro dos padrões de qualidade exigidos pelos consumidores?”

Vou começar com as seguintes perguntas… mas não pare de ler, pois serão comentadas, as respostas não tenho como dar aqui, pois são particulares, conceitos mas todas dentro e respondidas de acadêmicos, coerência ao levariam topo da Organização respostas que muitas já têm, inclusive Jobs teve, Gates, Abílio Diniz, e tantos outros.

O QUE QUEREMOS COM ESTE NEGÓCIO? Ganhar dinheiro é a resposta menos aceitável, mas muito provável. Se alguém abre um negócio com este propósito, pode fechar.

SERÁ QUE CONHECEMOS O NOSSO NEGÓCIO? O que é que estão sendo comercializados em seu negócio? Pense bem antes de responder, pois o conceito de produto genérico deverá ser sempre o objetivo no treinamento da argumentação da força de vendas.

ONDE ESTAMOS? Quando olhamos para a janela da nossa empresa, estamos vendo os melhores ou apenas os que são maiores… No marketing, nem sempre o melhor é o maior. Os conceitos acadêmicos mostram que a visão e a missão da empresa deverão ser desenhadas por todos. E isso nos leva longe ou nos deixa parado.

PARA ONDE VAMOS? Quando eu não consigo responder as duas primeiras perguntas, ao chegar aqui, os gestores deverão pensar em analisar a sua humildade e senso crítico e ir na busca do apoio acadêmico, cujo nome é consultor. Este com certeza vai saber como utilizar os conceitos acadêmicos em prol da sustentabilidade funcional e operacional. Assim é um bom caminho para eternização do negócio.

QUEM SÃO E O QUE QUEREM OS CLIENTES? Será que todas as empresas e seus gestores de marketing sabem diferenciar consumidor de cliente? Posso afirmar categoricamente que não sabem. Isso pode incomodar a alguns, paciência, sou acadêmico e professor e o fato de deixar algumas pessoas desconfortáveis com as colocações é uma prova de que queremos confrontar a gestão para criar um clima de entendimento pela necessidade de ajudar a Organização na busca pelo melhor posicionamento de mercado e consequentemente um melhor processo de motivação para a fidelização… E o resto é partir para o abraço e curtir os louros da vitória com os lucros e o crescimento no mercado.

QUAL O TAMANHO DESTE MERCADO? Está é a pergunta mais difícil de responder. Em algumas regiões teremos condições culturais de acreditarem que os verdadeiros inimigos são os concorrentes, em outras, a troca de informações é feita de maneira ética e valorosa, mas não para a espionagem, mas na visão de crescimento do mercado pelo conhecimento, e quando o mercado cresce, todos ganham. E você, vê assim o seu negócio e administra sua relação com seus parceiros concorrentes? A visão de que a concorrência pode ser um grande apoiador deve ser uma estratégia vencedora adotada por todos.

Esta linha ideologia perfeito entre a realidade teórica e prática. Conseguimos mostrar que a teoria é facilmente aplicável quando adequada e adaptada as de pensamento mercadológica estratégico, tem um no link culturas empresarias existentes, permeando o que pode e deve e o que não cabe naquele ambiente organizacional. Mas, vem o alerta professoral, sem uma visão estratégica, sem o planejamento estratégico e sem a execução viável dele, as coisas podem ser muito mais difíceis que o necessário.

Portanto, o aprendizado organizacional deve ser a justificativa para qualquer planejamento empresarial. Seguiremos no próximo post com a discussão por esta linha, a de conceituar na visão estratégica quais as melhores práticas acadêmica do marketing que podem ser utilizadas imediatamente. E discutiremos sobre as nomenclaturas que atualizam e as vezes úteis, hora  desnecessárias nas variantes mercadológicas.

 

FAÇA PARTE DO PROJETO

O Implantando Marketing visa a união dos profissionais das áreas de Marketing e Comunicação Empresarial e busca formas de divulgação e crescimento dessas áreas através da Implantação de Departamentos de Marketing e Comunicação em pequenas e médias empresas. Para isso, compartilhamos experiências e conhecimentos necessários aos profissionais e empreendedores que querem se beneficiar dessa Implantação. Envie o seu currículo e escolha um dos núcleos do projeto.

Leave a Reply to Priscila Stuani Cancel Reply

6 comments

  1. Muito bom professor Freire!

    Estou montando um plano de negócio para um projeto pessoal e olhando essas perguntas vejo como estou evoluindo.
    O meu intuito com o negócio é contribuir para o progresso e auto-conhecimento das pessoas, pessoas que se conhecem melhor, que sabem lhe dar com seus sentimentos e analisar melhor as situações de modo racional e emocional podem aproveitar melhor as oportunidades que surgirem.
    E as suas perguntas contribuem para o crescimento das pessoas que querem evoluir nas idéias e conceitos.

    • Que bom Priscila que já estamos vendo a implantação da visão acadêmica e com certeza os resultados práticos irão aparecer.
      sucesso no seu projeto e se puder contribuir, pode contar.

  2. Corina Cunha

    É isso aí, meu guru do marketing!!!! Concordo plenamente que se faz necessário o alinhamento entre teoria e prática, ou seja, da produção dos conhecimentos que se fazem no ambiente acadêmico, dentro dos rigores científicos e da sua aplicação na realidade prática das empresas. Eis uma fórmula de sucesso: o contínuo aprendizado organizacional, que deve estar presente, permeando todos os processos funcionais e operacionais, assim como deve ser promovido entre todos os envolvidos.

    • Prezada Corina. Grato pelo guru do marketing, quem sabe um dia eu chego lá??? assim espero. Grato por seus comentários, a sobriedade nas palavras mostram uma visão empreendedora, esta, necessária para uma gestão adequada ao mundo contemporâneo.

      • GRATEFUL, what marketing aims and advocates is that companies have clearly defined goals and afinem with customers and employees