Minha empresa esta falindo! O que fazer?

Manter uma empresa viva nos dias atuais é um dos maiores desafios de qualquer empreendedor. As rápidas alterações de mercado se configuram como desafios constantes que devem ser superados para se manter sempre competitivo.

Quando lembramos a trajetória de vida de algumas empresas como a Boieng, 3M, Sony, Ford e IBM nos podemos perceber que elas não possuem históricos perfeitos, livres de falhas.  A Boeing, por exemplo, enfrentou sérias dificuldades em meados da década de 30, outra vez no final dos anos 40 e mais uma vez no início da década de 70, quando demitiu mais de 60 000 funcionários. A 3M começou como mina fracassada e quase afundou no início do século. A Sony amargou o fracasso de vários de seus produtos em seus primeiros cinco anos de vida. A Ford sofreu uma das maiores perdas na história comercial americana antes de dar início a uma impressionante volta por cima e à revitalização que se fazia necessária havia muito tempo. A IBM quase faliu em 1914 e outra vez em 1921. Agora, na década de 90, enfrenta problemas de novo. O que estas empresas fizeram para contornar as dificuldades foi de forma ágil estudar a situação enfrentada pela empresa, identificar detalhadamente os problemas e buscar objetivamente alternativas para sana-los.

Muitas vezes será necessário fazer mudanças radicais no seu negócio, principalmente no lado financeiro. Você primeiramente tem que saber exatamente qual o montante de dívidas que tem, quais são dividas que precisa urgentemente negociar e dívidas para negociação futura. Leve em consideração os juros praticados e sua importância para manutenção da existência da sua empresa. E o mais importante, elimine os custos desnecessários e os desperdícios da sua empresa.

O empreendedor não deve nunca se acomodar em uma zona de conforto. Pelo contrário, deve sempre estimular o aperfeiçoamento do seu produto ou serviço, antes mesmo que o mercado comece a exigir. Talvez esteja aqui a razão das dificuldades enfrentadas por várias empresas em declínio.

Em muitos casos o empreendedor precisará contratar uma consultoria especializada, principalmente quando há algo errado e você não sabe exatamente o que é e o que deve fazer. Ou quando é necessário reestruturar sua empresa por completo.

É preciso ter sempre agilidade para consertar as coisas enquanto ainda há tempo. Não espere ser tarde demais para agir. Planejamento é fundamental, mas, o que vai realmente trazer resultado para sua empresa é arregaçar as mangas e partir para a ação.

Não desista diante das dificuldades, lute. Evite que o sonho de abrir sua empresa se transforme em um pesadelo.

FAÇA PARTE DO PROJETO

O Implantando Marketing visa a união dos profissionais das áreas de Marketing e Comunicação Empresarial e busca formas de divulgação e crescimento dessas áreas através da Implantação de Departamentos de Marketing e Comunicação em pequenas e médias empresas. Para isso, compartilhamos experiências e conhecimentos necessários aos profissionais e empreendedores que querem se beneficiar dessa Implantação. Envie o seu currículo e escolha um dos núcleos do projeto.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

21 comments

  1. Olá Izabela.

    O ciclo de vida de uma empresa é repleta de altos e baixos… Os custos fixos precisam ser acompanhados, tudo que der para reduzir: reduza!
    Mas além da saúde financeira, é importante estar atento ao mercado, informação gera conhecimento. Itens como criatividade e inovação precisam ser praticados no dia a dia do empreendedor (e todos os profissionais).

    Abraços

    Priscila

    -1
    • Izabela Reis

      Oi Priscila
      Realmente, se a empresa ficar parada no tempo, acomodada em sua posição, será atropelada pelos seus concorrentes. Criatividade sim é um combustível importante para ser usado e abusado pelas empresas. Abraços

      -1
  2. Muito interessante seu artigo Izabela. Linkar o “perrengue” passado por grandes empresas fará com que muitos empreendedores repensem na estratégia de seu negócio.

    A saúde financeira é tudo, por mais criatividade que a mesma possua. Sem dinheiro na casa não há vida corporativa e com dívidas inegociáveis, não há como abrir as portas para o sucesso empresarial.

    Quanto mais me aprimoro, mais vejo o quanto é necessário estudar, estudar e estudar para se abrir um negócio. Por isto eu digo: não acreditem em tudo o que está escrito nas revistas. Elas só querem vender espaços publicitários e assim, distorcem os profissionais e empresas de sucesso, para vender mais e mais e mais.

    Abraço!

    • Izabela Reis

      Olá Heron
      É verdade, concordo com você. Temos que ser sempre otimistas, porém, realistas! Apesar de termos uma boa ideia, produto ou serviço, sem uma boa administração, provavelmente a empresa não prosperará. Realmente, o que diz nas revistas é bem diferente da realidade. Tenho entrevistado empreendedores que tem retratado isso. No meu próximo post, vou tentar colocar mais uma entrevista pois eu acho que isso traz informações mais fidedignas de mercado. Agradeço sua participação!

  3. Excelente tema, IZABELA.
    Recomendo a quem se interessa por ele, dois livros:
    Como as Gigantes Caem – Jim Collins
    O Livro Negro do Empreendedor – Fernando Trías
    Ambos tem retratos e dicas bem realistas para quem passa por dificuldades em sua empresa.
    Valem a leitura.
    Abraços e $uce$$o a todos! :)

  4. Izabela Reis

    Olá André!
    Obrigada pelas dicas de leitura! Com certeza temos que buscar muito conhecimento neste momento de crise, para podermos organizar nossas idéias e buscar ações práticas para reverter estas dificuldades. Abraços

  5. Bom Izabela.

    Queria de uma ajuda se possivel, tenho uma empresa no ramo de marmoraria, mas a cada dia que passa o mercado esta mais competitivo, e outros empresas agregando o produto final a baixo do esperando, sendo assim o mercado fico com o mais barato, o que fazer neste caso, pois a empresa esta passando por uma queda financeira, mensalmente as saidas estão sendo mais do que as entradas, mesmo que dentro deste ano foi feito investimento em ativo imobilizado, mas a empresa já teria esta com pernas um pouco mais firme o que eu faço?

    Obrigada

    -1
    • Izabela Reis

      Juliana tentei contato com seu e-mail registrado no comentário porém não obtive sucesso, com certeza podemos ajudar! Peço que entre em contato por nosso e-mail implantandomarketing@gmail.com
      Será muito gratificante poder ajuda-la.

  6. LUCIANO

    Gostaria de ter uma visita de pessoas como Izabela Reis .
    pra ver se meu negócio sai desse mundo obscuro que me vejo hoje!

  7. Thiago Lemos

    Olá. Trabalho no ramo hoteleiro em uma micro empresa, que já existe no mercado a 17 anos, mas que nos últimos tempos tem passado por grandes dificuldades. Estamos pensando em fechar, mas não temos como despensar os poucos funcionários, que ainda exercem funções na empresa. Alguém poderia me fornecer uma orientação? Agradeço.

    • Izabela Reis

      Olá Thiago, obrigada pelo contato, entraremos em contato por e-mail para maiores informações.

  8. Sicilia Nunes

    Boa tarde Izabela, preciso imensamente de ajuda, pois a empresa de meu marido está indo de mal a pior. O problema que misturamos despesas pessoais com despesas da empresa, não temos nenhum controle de quando de lucro ou prejuízo temos, só sei que as dividas estão acumulando. A unica coisa que se faz aqui é anotar o que entra e o que sai de dinheiro. Temo da empresa não aquentar. Tem mais, nem eu ou meu marido entendemos de administração de empresa.

    • Izabela Reis

      Olá Sicilia, obrigada pelo contato. Enviei eu e-mail para você. Com certeza podemos lhe auxiliar. Não desista! Mantenha a persistência! Abraços

  9. luan h f silva

    Bom Dia Isabella…
    É com satisfação e esperança que nos comunicamos com vc, pois diante de grande necessidade de pesquisar sobre uma possível saída para nossa Empresa, os encontramos.
    Tive a iniciativa de abrir um negócio, após o ganho de uma herança. Acredito que vc deve conhecer, os Seguros Veiculares.
    Há 5 anos estamos no mercado e já assistimos a queda e o crescimento de outras concorrentes.
    Embora estejamos ativos, tem sido muito difícil manter nossos clientes.

    -20
  10. Izabela Reis

    Olá Luan. Muito obrigado pelo contato. Estou a disposição para auxilia-lo no que precisarem. Entraremos em contato por e-mail.

    28
  11. valdemi rodrigues

    ola Izabela,bom dia,montei uma micro empresa,so de delivery de hamburgueres,isso a um mês,na primeira semana,deu a impressão que ia bombar,mais aparentemente nao esta correspondendo as minhas expectativas,você acha q ainda ta muito cedo,pra eu tirar certas conclusões ou tenho que criar novas ideias,apesar de estar muito recente na praça?agradeço a oportunidade muito obrigado aguardo resposta?

    • Izabela Reis

      Olá Valdemi
      Realmente 1 mês é um período muito curto para avaliarmos. Precisamos de mais informações para podermos orienta-lo. Abrir um negócio próprio é enveredar em um cenário de altos e baixos e de muita incerteza. É preciso ter muita paciência.

      -2
  12. Roseli

    Olá,gostaria muito da sua ajuda por favor.

  13. Rogério

    Olá
    Não sei se entendi bem a dinamica dos comentários.
    Mesmo assim vou arriscar um comentário.
    Tenho um pequeno negócio que não emplacou. Presto ou pelo menos estou tentando prestar um serviço de transporte coletivo entre minha cidade e a capital. Moro no interior e esse ciclo de pessoas é constante. Tem algumas pessoas que já fazem isto por aqui e estão bem. O problema é me fazer enxergar, já destribui cartões e panfletos pela cidade toda e nunca recebi nenhum telefonema.
    Alguém pode me orientar.