No mundo corporativo, você já deve ter ouvido falar ou lido sobre missão, visão e valores. Eles são estabelecidos pela liderança das empresas no intuito de nortear os propósitos e orientar a forma de agir dessas instituições.

Vamos tratar de cada um separadamente.
Missão é a razão de existir da empresa, sua finalidade. Nesse quesito é definida sua necessidade para o mercado e a forma como será vista. Não é apenas o que a instituição faz, mas sim seu diferencial, estando ligada diretamente aos seus objetivos.
Visão representa o objetivo da organização, o que ela pretende conquistar em um determinado período de tempo. Normalmente, é traçado um plano a ser seguido com um objetivo concreto a ser alcançado, norteando o futuro da instituição.
Por fim, valores são princípios éticos, ou crenças que servem como um guia para os comportamentos e decisões de todos aqueles inseridos na organização. Eles servem de facilitadores para a participação das pessoas no cotidiano empresarial, e também a articulação entre a missão e a visão. Afinal, os valores permitem o exercício das responsabilidades de cada funcionário e/ou colaborador, na execução da missão, em direção à visão.
Todos esses elementos acabam por ser responsáveis por parte da construção da identidade corporativa. Tendo isso como ponto de partida, nos aprofundaremos na relação da identidade como cotidiano da instituição.

Até a próxima!

FAÇA PARTE DO PROJETO

O Implantando Marketing visa a união dos profissionais das áreas de Marketing e Comunicação Empresarial e busca formas de divulgação e crescimento dessas áreas através da Implantação de Departamentos de Marketing e Comunicação em pequenas e médias empresas. Para isso, compartilhamos experiências e conhecimentos necessários aos profissionais e empreendedores que querem se beneficiar dessa Implantação. Envie o seu currículo e escolha um dos núcleos do projeto.

Leave a Reply to @AndreVarga Cancel Reply

7 comments

  1. Ótimo texto, Victor!
    Muitas vezes vemos empresas que se perdem totalmente em cada um dos conceitos. Resultado: um monte de palavras que não fazem nenhum sentido na prática.

    • Victor Oscar Ciriaco

      Isso mesmo Vanessa! Precisamos ter isso bem claro para agir com consciência e qualidade!

  2. Muito relevante o tema.
    Gostaria de comentar 3 aspectos que vém sido mal entendidos por muitas empresas:

    1) Confusão entre Valores e Visão:

    Muitas empresas acabam “adotando” em sua declaração oficial de MVV (Missão-Visão-Valores) atributos que gostaria de alcançar como sendo seus Valores e não sua Visão. Ou seja, elas GOSTARIAM de ter “inovação”, “excelência”, “valorização do Ser Humano”, por exemplo e incluem esses atributos como Valores, quando na verdade são no máximo uma Visão de o que gostariam de ser/ter.
    Uma boa dica de que atributos incluir em sua declaração oficial de Valores, é OUVIR seus Colaboradores e Consumidores. São eles que sabem quais Valores a empresa DE FATO evidencia no seu dia-a-dia, Valores que praticamente descrevem a empresa, e não a alta-direção ou acionistas da empresa.
    O pior é que ao considerar seus desejos como atributos “já conquistados”, a empresa passa muitas vezes como arrogante e cai até em descrédito. Um mero “wanna-be”. Péssimo.

    2) Declarações Prolixas

    Muitas empresas acabam redigindo MVV tão complexos e prolixos que nem mesmo os mais comprometidos colaboradores conseguem memorizar, muito menos “praticá-lo”. Tem empresa que confunde MVV com concurso cultural ou literário. Saem composições tão prolixas que fazem a letra de nosso Hino Nacional parecer rima de canção infantil.

    3) Declarações Genéricas

    Faça esse teste: busque na internet uma empresa qualquer. Agora substitua o NOME da empresa por outra no mesmo ramo ou qualquer outro similar. Se não fizer diferença, é um “genérico”, um “copy-paste”. Tem até site-troll que cria MVV automáticos, tipo “MVV-creator-Tabajara”. Fuja disso!

    Especialistas sugerem fazer MVV super-simples e diretos. Se a ampla maioria dos Colaboradores não puder falá-la de cór, esqueça. Faça outro MVV. Afinal, MVV não é para pendurar na sala do CEO, nem ficar no “Quem somos” do site da empresa, é para ficar na memória e na PRÁTICA diária de cada Colaborador.
    Se não for para ser assim, esqueça. Melhor NEM TER!

    Abraços e $uce$$o a todos! :)

    • Victor Oscar Ciriaco

      Valeu André! Ótimo complemento. Até!

  3. Valeu pelo texto Victor!
    Bem didático e útil.

    Na faculdade de marketing, aprendemos sobre a visão, missão e valores desde o primeiro semestre e muitas vezes, quando cai uma questão sobre isso no 6° semestre por exemplo, tem alunos que ainda demonstram insegurança e até mesmo dificuldade para definir isso!

    Compartilho! ;)

    • Isto é verdade Priscila, quando estava na facul tivemos que elaborar um plano de negócios para empresa da região e muitos alunos não sabiam por onde começar a análise para então definir a identidade organizacional.

      É muito importante para os profissionais que desejam atuar co marketing estratégico, o conceito e a utilização da identidade organizacional na estratégia global da empresa.

  4. Texto simples e com mensagem direta. Parabéns pela colocação Victor.