Essa expressão que foi usada como verdade absoluta durante muitos anos, atualmente entra em questionamento… Afirmar que o cliente tem sempre razão pode ser perigoso para a empresa e para o próprio cliente.

Empresas bem sucedidas já sabem que este método não funciona! O importante é entender que cada caso é um caso e resolver o problema do cliente. Não podemos usar um mesmo procedimento ou regra para toda e qualquer situação. Até porque uma única empresa atende a vários tipos de clientes e cada um possui uma necessidade específica.

Os clientes estão cada vez mais bem informados e por isso é importante que as empresas sejam transparentes e divulguem de forma clara informações como: vigência do serviço, validade do contrato, entre outras.

O pós venda tem papel fundamental nesse processo e uma equipe bem treinada de Serviço de Atendimento ao Cliente é muito importante. Lidar com pessoas não é tarefa fácil, mas tentar entender o problema do cliente com atenção e agilidade é a melhor forma de deixá-lo satisfeito. Todo cliente merece ser ouvido mesmo que ele esteja errado, pois somos nós quem devemos informá-lo sobre os procedimentos adotados pela empresa.

Enfim, seja claro com seu cliente, assim como você, ele detesta ser enganado e está te procurando apenas porque precisa do seu produto ou serviço. Mas não trate como uma criança mimada que sempre consegue o que quer. Seja honesto e conseguirá não apenas um cliente, mas um parceiro que confia na sua empresa.

FAÇA PARTE DO PROJETO

O Implantando Marketing visa a união dos profissionais das áreas de Marketing e Comunicação Empresarial e busca formas de divulgação e crescimento dessas áreas através da Implantação de Departamentos de Marketing e Comunicação em pequenas e médias empresas. Para isso, compartilhamos experiências e conhecimentos necessários aos profissionais e empreendedores que querem se beneficiar dessa Implantação. Envie o seu currículo e escolha um dos núcleos do projeto.

Leave a Reply

1 comment

  1. Victor Caldas

    >Para mim, o cliente tem razão desde que a razão seja lucrativa para a empresa… acho que não adianta agradar e não ter o retorno sustentável.