O que o filme Fome de Poder pode ensinar sobre negócios e marketing?

Dizem que o esforço e a disciplina superam o talento. Concordo parcialmente com essa frase. Gosto de pensar assim, porque acredito que um dia irei dominar o [mundo] excel, apenas sendo disciplinada. Fiquei com isso na cabeça ao assistir ao filme Fome de Poder que conta a história da criação do McDonald´s.

Opa! Só um minuto. Contém spoiler. =(

O filme foi lançado em 2016 e se tornou referência para quem está buscando bons exemplos na área de empreendedorismo. Não exemplos de caráter, vale ressaltar, mas exemplos de como uma empresa de sucesso pode ser criada.

Você pode até achar que hoje a empresa não está com essa ‘bola toda’, que estamos na vibe das atitudes saudáveis, dietas leves, esnobando o fast food e que esse mercado vai sucumbir, com toda certeza. Pode até ser. É uma teoria, afinal, outras empresas tão grandes quanto, já quebraram e sumiram do mapa. Mas, eu ainda não tenho certeza disso, acredito ser muito cedo para especulações como essas.

A empresa têm conseguido se posicionar bem frente aos desafios, de acordo com o que o mercado demanda e sempre buscando inovar. E, eu continuo adorando batata frita…

Voltando ao filme.

Não teremos exatamente um bom exemplo de pessoas sensatas, coerentes e… bem… honestas. Mas, para elevar qualquer organização a esse status, posicionamento e reconhecimento estratosférico é óbvio que há uma boa dose de inteligência, perspicácia e .. talvez um pouco de ganância também.

Sem a ambição presente, talvez não fosse possível criar uma organização que alcançasse o posto que o McDonald´s possui hoje.Poucas empreendimentos chegam a um nível como esse com seus empreendedores sendo considerados sinônimos de “bonzinhos”.

Então, vamos à algumas lições apreendidas.

Lição nº 1 – Seja Persistente

Ray Kroc, no filme interpretado pelo ator Michael Keaton, era um cara mais velho (acima de 50 anos), que tentou vários modelos de negócios.

Quando conheceu o McDonald´s estava atuando como um mal-sucedido vendedor de máquinas de milk shake e quase a beira da falência.

Apesar disso tudo, ele demonstra ser uma pessoa atenta, sempre “farejando” as oportunidades. Ele tem um perfil agressivo, do tipo que não se abate com os “nãos” e rejeições que recebe e que se joga de cabeça no que acredita.

Nem sempre esse comportamento gera frutos, às vezes pode ser desastroso. Porém, como saber se algo pode dar certo, como se tornar um empreendedor, se você tem medo de arriscar?

Lição nº 2 – Talento é importante, mas…

Você vai ver no filme, ou já viu. Os irmãos que criaram o McDonald´s eram talentosíssimos. Muito inteligentes e empreendedores.

Eles criaram todo o conceito do que a empresa é até hoje, desde o sistema de produção e entrega do lanche, que torna o processo mais ágil ou seja, o fast food, à estratégia em que as pessoas se servem e comem com a mão mesmo, até o design das lanchonetes.

E, é aqui que a gente fica chocado. Eles fizeram tudo! Menos a gestão da marca no mercado e a expansão das lojas físicas.

Como eles não tinham as mesmas habilidades, paciência ou persistência de Ray Kroc para implementar o sistema de franquias, acabaram por depositar toda a confiança dessa expansão nas mãos dele. Optaram por fazer uma gestão de longe, na confiança do cumprimento de um contrato.

Essa decisão os levou a perder a marca e, com isso, não colherem todos os louros de sua criação. Isso deixa qualquer um #chateado.

E aqui você aprende que só talento não basta.

Lição nº 3 – Acredite no seu produto

Apesar de não existir nada parecido no mercado naquele momento, Ray Kroc viu um potencial enorme naquela inovação. E, mais que isso, acreditou que aquilo seria o futuro e investiu tudo para fazer com que a proposta desse certo, até seu único patrimônio. Na cabeça dele aquilo não seria apenas uma moda passageira.

Acreditar que aquele modelo de negócio tinha mercado e poderia crescer exponencialmente foram os gatilhos para torná-lo tão grande e em tão pouco tempo.

Lição nº 4 – Entenda seu mercado

Mais um ponto para Ray Kroc. Ele entendeu a demanda do mercado antes mesmo da sua existência. Obviamente, ele não deveria estar com isso na cabeça: 4P´s. Mas, soube trabalhá-los como ninguém.

Todos os elementos do composto de marketing, preço, praça, promoção, produto (não necessariamente nessa ordem) compõem a criação e solidificação do projeto.

Os criadores do McDonald’s geraram um sistema diferente de lanchonete. Mas, eles não trabalharam o marketing de maneira que a empresa pudesse crescer. Por eles, o McDonald´s seria apenas mais uma lanchonete local.

A capacidade de Ray Kroc de aliar conhecimentos da área de marketing, vendas e administração foram fundamentais para o crescimento do negócio.

Lição nº 5 – Faça o que ninguém tem coragem

O jogo é duro e o mercado não perdoa aqueles que não têm coragem.

Um dos grandes méritos do Ray Kroc foi sua capacidade de desafiar, apostar alto e fazer o que ninguém tinha coragem. Ele começou escolhendo como franqueados ricos empresários que poderiam investir no negócio. Porém, logo percebeu que não daria certo, pois aquelas pessoas não respeitavam as normas e processos do negócio.

Diante disso, não teve medo de apostar em pessoas mais humildes, sem grandes investimentos, mas com garra e muita vontade de crescer. Isso alavancou bem rápido as franquias do McDonald´s e manteve o padrão de qualidade necessário.

Além disso, ele teve coragem de desafiar os criadores diversas vezes, mesmo indo contra o contrato estabelecido, como no momento em que aposta em inovações como o milk shake feito de pó solúvel em água (a impressão que tenho é que deveria ser horrível). Mas, isso diminuiu os custos da rede com refrigeração e estoque.

Lição nº 6 – Encontre os parceiros certos

Por fim, uma grande empresa não se faz da noite para o dia e dificilmente chega a isso sozinho. Encontrar os parceiros ideais é parte do sucesso.

Foram muitos os parceiros, mas nesse caso, infelizmente, os irmãos criadores do McDonald´s e Ray Kroc não mantiveram as melhores relações.

Porém, ele foi capaz de encontrar pessoas que tinham uma visão além do senso comum e apostar nessas pessoas, como o caso do primeiro a sucedê-lo como presidente sênior, um rapaz muito jovem e que trabalhou em uma das primeiras lanchonetes montadas por ele, além de outro parceiro muito importante que o ajudou a ver oportunidades na compra e venda de terrenos.

O negócio de Ray Kroc deslanchou exatamente quando ele decidiu vincular os terrenos das lanchonetes a um negócio imobiliário próprio.

Essa nova maneira de ver o negócio, tornou o empreendimento ainda mais rentável. Ou seja, com os parceiros certos ele foi capaz de crescer muito mais.

Assistiu ao filme? O que mais você vê como aprendizado?

Deixe sua opinião nos comentários!

FAÇA PARTE DO PROJETO

O Implantando Marketing visa a união dos profissionais das áreas de Marketing e Comunicação Empresarial e busca formas de divulgação e crescimento dessas áreas através da Implantação de Departamentos de Marketing e Comunicação em pequenas e médias empresas. Para isso, compartilhamos experiências e conhecimentos necessários aos profissionais e empreendedores que querem se beneficiar dessa Implantação. Envie o seu currículo e escolha um dos núcleos do projeto.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 comment

  1. Silvana

    Que ótima idéia!!