O Twitter está perdendo espaço no Brasil?

Nos últimos 10 anos, a internet ganhou força e mudou muito, principalmente com o surgimento das redes sociais. Elas mudaram a forma de comunicação e provocaram uma revolução no segmento editorial. As redes sociais permitiram a qualquer pessoa compartilhar conteúdos na web, inclusive em tempo real. Outra mudança significativa provocada por essas mídias é que agora as pessoas podem comentar o conteúdo compartilhado, interagindo com a notícia com facilidade e sem censuras. As redes sociais permitem que o próprio público crie o conteúdo que será compartilhado, sem nenhum custo, criando uma conexão entre os participantes que se unem em torno de interesses comuns, ainda que para discordar.

E o Twitter foi uma dessas mídias que permitiu que as pessoas divulgassem notícias em tempo real. O microblog surgiu em 2006 e fez muito sucesso pelo mundo, inclusive no Brasil. Porém, uma pesquisa recente feita pela ComScore mostra que o Twitter teve uma queda de 24% nos acessos no Brasil nos últimos 12 meses. Por outro lado, houve a divulgação de que o Twitter pretende abrir um escritório no país.

Alguns estão dizendo que o Twitter está morrendo e será substituído pelo Facebook, enquanto outros acreditam que a rede tenha apenas chegado numa fase de maturação. Na minha opinião, o Twitter continua sendo um bom canal para estreitar o relacionamento das marcas com os clientes e nunca será substituído pelo Facebook, pois possuem funções diferentes. No Twitter, a informação não concorre com fotos e vídeos, já que a forma de divulgação é restrita aos 140 caracteres. Já no Facebook, há diversas formas de postagem da informação, o que causa uma dispersão maior no usuário. Além disso, o Twitter possui um caráter mais informativo, já que você segue perfis que postam notícias do seu interesse, enquanto no Facebook você adiciona seus amigos, que nem sempre postam assuntos do seu interesse. É claro que o Twitter está mudando e talvez o perfil dos usuários da rede também, mas isso não significa um sinal de crise. Pelo menos por enquanto, quando 54% dos internautas seguem empresas no microblog.

FAÇA PARTE DO PROJETO

O Implantando Marketing visa a união dos profissionais das áreas de Marketing e Comunicação Empresarial e busca formas de divulgação e crescimento dessas áreas através da Implantação de Departamentos de Marketing e Comunicação em pequenas e médias empresas. Para isso, compartilhamos experiências e conhecimentos necessários aos profissionais e empreendedores que querem se beneficiar dessa Implantação. Envie o seu currículo e escolha um dos núcleos do projeto.

Leave a Reply

3 comments

  1. Eliane Lages

    Oi Ju,

    Muito bacana seu post. A história do Twitter morrer é coisa dos apocalípticos. Quando os portais de notícias surgiram, muitos disseram que o jornal impresso iria morrer. Mas, ele se encontra aí, firme e forte. Uma mídia complementa a outra! Bjs

  2. João Augusto Reis

    Gostei muito do infográfico.

  3. Tenho a impressão que o Twitter está sim, atingindo uma fase de maturação. O conceito dos 140 caracteres tem seu atrativo na medida em que seus concorrentes, como o Facebook apesar de permitir MAIS conteúdo, não ‘obrigam’ quem posta a ser mais OBJETIVO.
    E a Objetividade ou mesmo a capacidade de criar “headlines” atrativos é que faz do Twitter tão popular.
    Para canais jornalísticos tbem é ótima alternativa, principalmente pelo seu dinamismo do “agora”, dinamismo esse que outras redes nem sempre tem.
    É possível que no futuro esses atrativos já não sejam mais tão significativos – pessoalmente não acho que deixem tão logo – cabe aos donos do Twitter adaptarem-se às nossas demandas dos ‘Tweeteiros’.
    Bom tema, JULIANA.
    Abraços. :)