Por que tráfego não é tudo no marketing de conteúdo?

Paira entre os empresários, investidores e profissionais de marketing de conteúdo no Brasil a ideia de que o objetivo do marketing de conteúdo é trazer novos visitantes, custe o que custar, e convertê-los em leads. A verdade é que esse discurso é muito interessante para as empresas que vendem marketing de conteúdo, mas não para quem contrata esses serviços ou até mesmo para os leitores do seu site. É claro, tráfego é importante! Entenda abaixo os motivos pelos quais tráfego não é tudo:

1. Muita gente sem perfil e a jornada não é linear

O próprio conceito de topo de funil é de que você vai atrair uma vasta gama de pessoas, com perfis diferentes e que algumas delas, eventualmente, com toda a estrutura de conteúdo que você criou, irão baixar um ebook ou ler novos textos em uma etapa de funil.

A verdade é que as coisas não funcionam exatamente assim. Primeiro porque a jornada do consumidor não é linear, uma pessoa pode acessar por pesquisas de topo de funil, meio ou fundo. Até aí tudo bem, por esse motivo deve-se criar conteúdo de cauda longa, como é conhecido pelos profissionais.

Um problema é que nem sempre esse tipo de conteúdo é criado. Se for o seu caso, comece a criar agora mesmo. Outro problema é que muitos sites não são otimizados para que as pessoas possam encontrar textos interessantes para, caso queiram de fato, se aprofundar em assuntos de seu interesse.

É fato que a busca do WordPress não é a das melhores, especialmente se você fala bastante sobre um mesmo tema. O agrupamento por categorias é bacana, porém com mais de 200 textos no site, eles se tornam apenas enfeite no site, pois poucos leitores irão ficar em seu site procurando por textos antigos, que podem estar desatualizados.

Para resolver esse problema, recomendo o uso de ferramentas como o Addthis, que mostra textos antigos como recomendação de leitura. Também dê uma conferida nesse artigo sobre ferramentas de marketing.

2. O problema da persona mal feita

Qualquer profissional do ramo sabe (ou deveria saber) o que é uma persona e como construí-la. E não, não estou falando de usar uma planilha pré-construída com campos para preencher. Criar uma persona requer pesquisa de verdade, com seus leitores, consumidores e público alvo.

Isso é um fato negligenciado por muitos. Na verdade, desenvolver a persona continuamente é uma excelente estratégia para sobressair e não é algo tão difícil assim. Utilize ferramentas de pesquisa como Hotjar para pesquisa continuamente seus leitores, por amostragem mesmo.

Por fim, se sua persona está mal feita, você vai atrair as pessoas erradas pro seu site. Ou seja, vai continuar tendo tráfego, mas ele não vai te ajudar!

3. Você está fazendo pela razão errada

Faça com sua equipe o exercício dos 5 porquês para entender por qual motivo o seu conteúdo é relevante para seu público. Como exemplo usarei a Implantando Marketing:

  1. Por que nosso conteúdo é relevante para nossos leitores?
    Porque eles tiram suas dúvidas sobre marketing digital.
  2. Por que eles tiram dúvidas sobre marketing digital?
    Para ficarem atualizados sobre o meio.
  3. Por que eles querem ficar atualizado sobre o meio?
    Para ter um melhor desempenho em seus empregos.
  4. Por que eles querem ter melhor desempenho em seus empregos?
    Para crescer profissionalmente.
  5. Por que eles querem crescer profissionalmente?
    Para ganhar mais dinheiro.

Portanto, hipoteticamente, entendi que as pessoas leem o IMKT para ganhar mais dinheiro. O que me resta é testar essa informação através de pesquisas, mas também procurar produzir conteúdos que sejam acionáveis, que atualize os profissionais de forma a fazê-los crescer profissionalmente e consequentemente ganhar mais dinheiro em suas carreiras.

Esse é o verdadeiro valor do marketing de conteúdo. Se o IMKT fosse uma empresa que vendesse produtos ou serviços, ainda assim o produto/serviço não seria o porquê final das perguntas e sim o meio para que alguém consiga o que deseja. Lembre-se da Pirâmide de Maslow.

Se minha preocupação fosse apenas tráfego, não sobraria tempo para pensar no marketing de conteúdo como um todo. O foco seria naturalmente no topo de funil, que para muitos negócios, os acessos, se torna uma métrica de vaidade, já que o objetivo final não é cumprido.

Conclusão

Não se desespere, tráfego não é tudo, mas é uma parte importante. Porém, que seja de qualidade. Não vale escrever sobre mil e uma coisas se essas não são a expertise de sua empresa.

Escreva sobre o que sabem fazer e mapeie o conteúdo de forma a entender se existem lacunas a serem preenchidas.

Além de tudo isso, o Google não é a única forma de trazer tráfego para seu site, não se esqueça disso! Utilize essas outras maneiras de trazer novos leitores:

  • Guest posts
  • Ebooks em co-marketing
  • Facebook Ads
  • Google Ads
  • LinkedIn Ads
  • LinkedIn Pulse
  • Medium

Para mais sobre esse assunto, recomendo que leia este texto que escrevi.

FAÇA PARTE DO PROJETO

O Implantando Marketing visa a união dos profissionais das áreas de Marketing e Comunicação Empresarial e busca formas de divulgação e crescimento dessas áreas através da Implantação de Departamentos de Marketing e Comunicação em pequenas e médias empresas. Para isso, compartilhamos experiências e conhecimentos necessários aos profissionais e empreendedores que querem se beneficiar dessa Implantação. Envie o seu currículo e escolha um dos núcleos do projeto.

Leave a Reply