É preciso ter coragem para arriscar e empreender!

Coragem é uma palavra que ouvimos com muita assiduidade no dia a dia. E ela está associada a sonhos e ousadia. Pois bem, tomar coragem é uma decisão bastante difícil, pois requer muito pensamento e também um bom planejamento, mas não vamos entrar nesse mérito.  O que realmente nos diferencia de todas as outras pessoas é o fato de conseguirmos realizar e concretizar nossos planos e sonhos.

Entendo que o título deste texto é um questionamento difícil de responder sem refletir, no entanto, acredito que ter coragem está bastante relacionado ao espírito do empreendedor.

Há algumas pessoas que não conseguem se adaptar à caixa do mercado, e colocam na balança a estabilidade e a aventura, a grana fixa e a sazonalidade, a promoção de cargos e a liberdade autônoma. Mas o que pesa mais? Percebo que muitas vivem bem neste estilo de vida tradicional e que são bastante resistentes ao novo e as mudanças, até porque trabalhar é uma prática necessária e importante para o dia a dia, mas somos cheios de inquietações, dúvidas e imaginações.

Até que chega um momento em que às 8 horas por dia em um escritório, bater cartão, enfrentar o trânsito, cumprir metas, ter um chefe, ou dois, ou três, começa a ser um pouco desmotivador e nos desperta o desejo por mudanças.

O empreendedorismo, sem dúvidas, foi uma das palavras-chaves de 2013. Nunca falamos e pensamos tanto nesse propósito. Estamos numa Era em que todos os dias somos estimulados, desafiados e impulsionados para sermos empreendedores. E nunca se refletiu tanto na importância de ter coragem para correr riscos e, principalmente, atitude para empreender como nos dias de hoje, mesmo com um cenário cada vez mais complexo e em constantes mudanças e muitos desafios para superar.

Outro aspecto importante é o encontro de diversas gerações nos ambientes de trabalho, visões, gostos e olhares para o mercado de forma bem distinta. Isso acontece, principalmente, porque todos nós, profissionais, temos ambições e objetivos bem definidos e por, muitas vezes, já não são mais aplicáveis no meio em que estamos inseridos. Por mais que nossos projetos pareçam utopia, precisamos encontrar uma oportunidade para seguirmos com eles.

Portanto, sonhar é o começo, alterar nossos comportamentos pode ser uma boa saída e essencial para progredirmos e quem sabe começar a nos encorajar para empreender. Cabe lembrar que para sermos empreendedores não precisamos abrir a própria empresa, apenas transformar as inquietações em algo produtivo e inovador, como por exemplo, inovar na rotina de trabalho, mudar de cidade e emprego ou descobrir algo novo que dê prazer.

Mas, antes de sairmos atrás de nossas imaginações, é fundamental entendermos claramente o que buscamos, pois assim conseguiremos encontrar aquilo que precisamos. Correr riscos é importante e pode trazer várias recompensas, o que no final faz todo o risco valer a pena. É importante ter projeções para seguir adiante e se manter focado mesmo sem saber o que vai acontecer, essa é a essência de uma pessoa corajosa. Pode ser que no início não dê certo, mas se você não arriscar nunca saberá.

FAÇA PARTE DO PROJETO

O Implantando Marketing visa a união dos profissionais das áreas de Marketing e Comunicação Empresarial e busca formas de divulgação e crescimento dessas áreas através da Implantação de Departamentos de Marketing e Comunicação em pequenas e médias empresas. Para isso, compartilhamos experiências e conhecimentos necessários aos profissionais e empreendedores que querem se beneficiar dessa Implantação. Envie o seu currículo e escolha um dos núcleos do projeto.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

11 comments

  1. Alessandra Alkmim

    Excelente texto, altamente motivador, sem dúvida vai dar um impulso para todos aqueles que sonham empreender algo, como eu! Vou compartilhar no meu face porque suas palavras foram de grande estímulo nesse começo de ano! Parabéns!

  2. Eliane Lages

    Parabéns pelo post, Mateus!
    Ótima dica para começarmos a sermos mais empreendedores e corajosos em nosso dia a dia em 2014. Seu texto me fez lembrar dos versos do grande Guimarães Rosa que diz:

    “O correr da vida embrulha tudo.
    A vida é assim: esquenta e esfria,
    aperta e daí afrouxa,
    sossega e depois desinquieta.
    O que ela quer da gente é coragem”

    Sucesso para você!

    Abraços, Eliane.

  3. Obrigado Alessandra e Eliane.
    Para mim quem realmente deseja empreender precisa ter muita coragem para correr os riscos.
    Abç

  4. Antônio Freire

    Uma das características mais marcantes do empreendedorismo é a transformação de um sonho em uma ideia e esta em atitude de cotahem. Coragem de mudar e ser feliz sem o comodismo incômodo da rotina.
    Muito bom artigo, parabéns e grato pelo material.

  5. Gostei do título e do artigo Mateus!

    Bem impactante e reflexivo. 2014 será um ano “pesado” e teremos de ser muito estratégicos para passarmos com plenitude ao ano da Copa, das eleições e dos altos preços que já estão sendo praticados.

    Grande abraço Mateus, tudo de bom!

  6. Muito bom mesmo Mateus. Parabéns pelo brilhante artigo.
    Na verdade eu nunca havia pensado como iniciei minha carreira de pequeno empreendedor.

    Quando você comenta “para sermos empreendedores não precisamos abrir a própria empresa, apenas transformar as inquietações em algo produtivo e inovador, como por exemplo, inovar na rotina de trabalho” Foi assim que eu a mais de vinte e cinco anos atrás, quando ainda era funcionário publico Federal, depois de, por minha conta ter feito um projeto de modernização técnica para a organização militar que trabalhava e que foi acolhido e realizado com sucesso. Pedi demissão e nunca mais voltei a trabalhar como funcionário

    Era nos anos 80 e olha que naquela época as coisas não mudavam nunca. Principalmente para um funcionário publico que não precisava melhorar em nada para continuar com seu emprego e ainda ganhar promoções unicamente pelo tempo de serviço.

    Hoje as coisas são bem diferentes. O profissional que ficar parado ou apenas copiando o que os outros e seus antecessores vinham fazendo a séculos corre um grande perigo.

    Me lembro de um filme onde em um cais de porto recem haviam concretado um grande espaço como uma fundura de aproximadamente dois metros e em uma perseguissão um dos personagens passa correndo por cima do cimento mole sem parar mas o segundo ao perceber onde havia entrado para e ficado parado afunda na massa de cimento.

    Isto é o que pode acontecer hoje em dia com o profissional que se acomodar

  7. Olá Afonso,
    Muito obrigado pela contribuição fico feliz que tenhas tido coragem de ir atrás dos teus sonhos e hoje estar realizado profissionalmente.
    Parabéns.

  8. Concordo contigo Mateus!

    Estou me aventurando no empreendedorismo e até agora o saldo é positivo!!

    Sei que a vida de um empreendedor é cheia de altos e baixos mas é importante manter o equilíbrio e o foco!!!

    E que venha os desafios!!!

  9. Leandro Martins

    Olá Mateus!

    Ótimo texto. É muito importante sabermos o que queremos e que para chegar onde planejamos teremos sim que correr muitos riscos. E mais… fazer muita coisa que a gente não gosta… mas que é necessário para fazermos o que gostamos e que nos dê mais prazer no futuro.

    Gosto muito da frase de Daniel Godri Junior (https://www.facebook.com/daniel.godrijunior) que diz: “Você precisa entender que para fazer o que gosta a longo prazo você precisa a curto prazo fazer muito o que não gosta”.

  10. Olá Mateus!

    Ótimo texto. É muito importante sabermos o que queremos e que para chegar onde planejamos teremos sim que correr muitos riscos. E mais… fazer muita coisa que a gente não gosta… mas que é necessário para fazermos o que gostamos e que nos dê mais prazer no futuro.

    Gosto muito da frase de Daniel Godri Junior (https://www.facebook.com/daniel.godrijunior) que diz: “Você precisa entender que para fazer o que gosta a longo prazo você precisa a curto prazo fazer muito o que não gosta”.