Respeito às diferenças culturais no relacionamento com os clientes

Natal. Réveillon. Férias. Carnaval. O período de festas que se estende lá de dezembro até depois do carnaval, quando o ano começa, é uma boa fase para repararmos como nosso País é enorme e parece muitos dentro de um só. E aí é que podemos perceber mais ainda as dificuldades que surgem quando a questão é o atendimento ao consumidor, os serviços prestados e a satisfação do cliente.

Claro que essa reflexão serve também para o mundo globalizado, mas vamos nos ater somente ao Brasil, que já é bem complexo. Quando viajamos, entramos em um mundo de uma outra cultura. Longe de mim fazer juízo de valor ou comparação entre pessoas de diferentes regiões. Estamos falando de costumes, características próprias, cultura, visão de mundo, forma de criação. Não existe melhor ou pior, o fato é lidarmos com a Diferença: em maiúsculo, para ganhar a importância necessária.

Durante todo o ano podemos notar essas situações: é um telemarketing com atendentes de outros Estados; são as atendentes dos aeroportos e os comissários de bordo, além dos recepcionistas dos hotéis; colegas de empresas com sedes em diferentes cidades.

O paulista gosta de tudo rápido; o baiano não tem muita pressa; o carioca tem seu jeito malandro; o mineiro é muito conservador e desconfiado; o pessoal do sul mais frio e distante. Ah, que maravilha é essa mistura de norte a sul, leste a oeste. É viajar algumas dezenas de quilômetros e estar em um espaço completamente distinto do seu.

Acho que essa é uma das maiores riquezas de nosso país tropical, abençoado por Deus. Sim, porque se estivermos dispostos e abertos, teremos um aprendizado diário, amplo, possível somente para quem tem vontade de crescer e perceber como tudo isso pode algo muito bom, e não um problema.

Onde quero chegar com essa história? No lugar que devemos refletir como podemos tratar essas diferenças em nosso ambiente de trabalho.  Como podemos treinar nossas equipes para estarem prontas a lidar com o outro, com perfis muitas vezes totalmente antagônicos. É preciso apontar para o caminho da convivência, da gentileza, da boa educação, pois é o básico necessário para que as pessoas se entendam, sejam quais forem suas especificidades.

E vale também para a vida pessoal. Não adianta querer que em outras áreas as pessoas ajam assim como você. Aproveitar a oportunidade de sair do seu lugar comum e vivenciar outros modos e estilos de viver. Isso com certeza faz com que sua estada seja muito mais proveitosa. E uma mente aberta sempre encontra novidades, boas ideias, conhecimentos diferenciados que podem ser aplicados e aproveitados.

Tenho certeza que você também tem histórias para compartilhar. Que tal colocar alguma nos comentários?

 

FAÇA PARTE DO PROJETO

O Implantando Marketing visa a união dos profissionais das áreas de Marketing e Comunicação Empresarial e busca formas de divulgação e crescimento dessas áreas através da Implantação de Departamentos de Marketing e Comunicação em pequenas e médias empresas. Para isso, compartilhamos experiências e conhecimentos necessários aos profissionais e empreendedores que querem se beneficiar dessa Implantação. Envie o seu currículo e escolha um dos núcleos do projeto.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.